Físico brasileiro Marcelo Gleiser vence Prêmio Templeton 2019

Prêmio é conhecido como um “Nobel” do diálogo entre ciência e espiritualidade e é dado pela primeira vez a um latino-americano

O astrônomo e físico brasileiro Marcelo Gleiser foi anunciado nessa terça-feira (19) vencedor do Prêmio Templeton 2019, dado pela Fundação John Templeton, na Pensilvânia (EUA). Gleiser é professor universitário na Dartmouth College, nos Estados Unidos, e receberá 1,1 milhão de libras esterlinas, que equivale a cerca de R$ 5,5 milhões. A cerimônia de premiação acontecerá em Nova York no dia 29 de maio.

Físico brasileiro Marcelo Gleiser vence Prêmio Templeton 2019

Fisíco e astrônomo Marcelo Gleiser, vencedor do Prêmio Templeton 2019 (Foto: Dartmouth College/Eli Burakiae/Divulgação)

De acordo com a Fundação John Templeton, Marcelo Gleiser defende que filosofia, ciência e espiritualidade são complementares para o conhecimento, especialmente em assuntos em que a ciência obteve uma resposta. Autor de diversos livros best-seller e artigos, Gleiser acredita que o ateísmo é inconsistente com o método científico.  Segundo o El País, Gleiser fundou em 2016, com o apoio da John Templeton, Instituto de Engajamento à Interdisciplinariedade (ICE) em Dartmouth. O instituto visa buscar o diálogo entre as ciências exatas e humanas na esferas públicas e acadêmicas.

O Prêmio Templeton, que também é conhecido como um “Nobel” do diálogo entre ciência e espiritualidade, foi criado em 1972 e, de acordo com o G1, foi dado a grandes nomes como Madre Tereza de Calcutá e Dalai Lama, e já premiou 48 pessoas desde sua fundação. A Fundação apoia e procura pesquisas de complexidade e evolução até sobre criatividade, perdão e livre-arbítrio.


Natália Pires – 8º período