Cultura Séries

“Cavaleiro da Lua” inova com super-herói pouco conhecido

Nova série da Marvel traz Oscar Isaac como herói inédito e mistérios do Egito Antigo.

Depois de expandir seu Universo Cinematográfico (MCU) com séries derivadas, como Loki e Wandavision, a nova aposta da Marvel é investir em personagens pouco conhecidos. Foi com essa proposta que, na última quarta-feira (30), estreou “Cavaleiro da Lua”, no Disney+. O personagem criado por Doug Moench e Don Perlin em 1975 faz sua estreia nas produções live-action.

O elenco conta com Oscar Isaac (Duna/Star Wars) no papel do protagonista, Ethan Hawke (Antes do Amanhecer) como antagonista, May Calamawy, o falecido Gaspard Ulliel, entre outros. A série tem Mohamed Diab na direção principal, e Jeremy Slater (The Umbrella Academy) e Beau DeMayo (The Witcher) no roteiro.

A produção conta a história de Steven Grant, um homem que começa a sofrer de sonambulismo e apagões, até que descobre possuir transtorno dissociativo de identidade (TDI), popularmente conhecido como transtorno de múltiplas personalidades, e que compartilha a consciência com o mercenário Mark Spector. Enquanto lida com sua nova descoberta, Steven não apenas se encontra enfrentando os inimigos de suas duas personalidades, como também se envolve com os deuses e mistérios do Egito Antigo.

Em entrevista a revista Variety, o ator Ethan Hawke afirmou que o que mais chamou sua atenção no papel de Arthur Harrow foi o fato de ser algo novo e não um caminho já usado que precisou ser reinventado.

Elienai Henrique, estudante de audiovisual e criador do Cinéfilos afirma que não conhecia o personagem, porém a apresentação “bem desenvolvida e convidativa”, como definiu o estudante, despertou sua curiosidade. Para ele, a abordagem sombria e sobrenatural prende o telespectador, além de contribuir para a criação de uma atmosfera única. “A escuridão é muito bem aproveitada e os enquadramentos do personagem principal são excelentes. O foco nele em algumas cenas de clímax é bem marcantes”, disse.

“No final do segundo episódio vemos uma abordagem mais esclarecida do transtorno do personagem, isso é bem utilizado para estabelecer uma dualidade do “herói” e seus conflitos internos, algo que pode ser tratado de forma bem interessante nos próximos episódios”, acrescenta Elienai.

Para Ana Carolina, colaboradora do Instacinemas, a série se mostra um produto da Marvel que traz algo novo a ser explorado no MCU, tendo uma fotografia impecável que ressalta a dualidade do personagem de Oscar Isaac.

“Não tinha nem ouvido falar do personagem antes da série ter sido anunciada, mas fiquei feliz por isso, já que não vou me basear nas HQs e também posso aprender mais sobre ele na prática.” diz a colaboradora.

O Deus egípicio Konshu é uma das fortes inspirações da mitologia egípicia, e personagem chave da série. (Foto: Marvel Studios)

Uma das principais qualidades da obra é a parte histórica retratada na produção. Konshu, Deus egípcio que é visto na série, é uma divindade que simboliza a infância e muitas vezes é associado a proteção e curandeiros. Dessa forma fica mais fácil compreender como ele se relaciona com Steven, já que o TDI, segundo a classificação do Manual Diagnóstico e Estatístico de Doenças Mentais (DSM-5), é desenvolvido a partir de grandes traumas sofridos por um indivíduo, o que leva ao desenvolvimento de múltiplas personalidades, cada uma podendo ter nomes, idades e histórias diferentes para lidar com uma única grande dor.

Na opinião do estudante Pedro Garcia (20), o seriado traz ação na medida certa e o deixa ansioso pelos próximos episódios: “Muitas séries tratam os super-heróis como perfeitos e sem problemas, e eu acho que Cavaleiro da Lua quebra esse estereótipo. Ultimamente a Marvel tem rompido essa barreira do herói ideal, e acho isso muito importante”, afirma.

O custo de compartilhar o corpo com mais de uma personalidade é um principais obstáculos na vida de Steve Grant. (Foto: Marvel Studios)

Para o jornalista e entusiasta Rafael Barreto (24), já no primeiro episódio é possível notar a ótima criação de personagem que a Marvel fez para a série, mostrando seus problemas, e trazendo um enredo rico: “A série fez uma bela construção de história logo no primeiro episódio, deixando um ar de mistério para os próximos capítulos”.

Sobre a questão do TDI, Rafael acredita que é tratado de forma “clara e coesa”, sendo possível observar suas diversas personalidades: “Quando ele usa o traje de Cavaleiro da Lua já é outra pessoa. Explorar isso na série será muito interessante de assistir”. O jornalista também comenta como a cultura e a mitologia egípcias mostradas são muito ricas.

“Essa visibilidade é muito legal, porque dá chance às pessoas de conhecerem mais sobre essa crença, semelhante ao que vemos hoje na mitologia nórdica e grega”, complementa.

Um dos pontos mais falados pelo diretor Mohamed Diab em entrevista a alguns canais de comunicação foi como ele gostou de poder retratar o Egito e sua cultura da maneira “certa”. Em entrevista para o site ComicBook.com, o diretor criticou as diversas formas como o país já foi apresentado na mídia. “Ver pirâmides, nos ver sempre como pessoas muito primitivas, ver através de um ponto de vista orientalista… Isso cai em todos os estereótipos”, apontou Diab.

O primeiro episódio da série já esta disponível na Disney+, e novos episódios serão lançados toda quarta-feira. A primeira temporada contará com seis capítulos.

Malu Danezi (3ª período), com revisão de Leonardo Minardi (7º período)

Foto de capa: Divulgação/Disney+

LEIA TAMBÉM: Pantanal estreia sobre grande euforia e eleva índices de audiência da Globo

LEIA TAMBÉM: “Perdoai-nos as Nossas Ofensas”: curta da Netflix aborda programa nazista de eutanasia

0 comentário em ““Cavaleiro da Lua” inova com super-herói pouco conhecido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s