Cinema

Amor e Trovão: quarto filme do herói Thor aposta nas cores e no humor

O novo título da saga traz o retorno de Taika Waititi como diretor e de Natalie Portman como Jane Foster

Após os muitos acontecimentos recentes do universo Marvel, ou Marvel Cinematic Universe (MCU), é natural que o cansaço bata até mesmo para os super-heróis. É assim que reencontramos Thor (Chris Hemsworth), o deus nórdico do trovão, no novo título que integra sua saga. Cansado e desacreditado, o herói precisa de um empurrãozinho para se lembrar de quem é e voltar à ativa. Talvez, a injeção vibrante de cores que o diretor Taika Waititi propõe desde o título anterior, Thor: Ragnarok (2017), seja o ingrediente necessário para essa jornada aventureira de autoconhecimento.

Em Thor: Amor e Trovão (2022), Waititi repete a fórmula do seu primeiro trabalho de direção na saga do herói, bem como se encaixa na fórmula própria das produções Marvel: humor e ação. Após os dois primeiros filmes significativamente mais sóbrios da saga (Thor, de 2011, e Thor: O Mundo Sombrio, de 2013) a franquia solo estrelada por Chris Hemsworth e Natalia Portman (Cisne Negro), que retorna ao papel da Drª Jane Foster na nova produção, se reinventou nas mãos de Taika.

Expandido, o universo Marvel explora outras dimensões e planetas além da Terra
(Reprodução/Marvel Studios)

O grande vilão da vez é Gorr, conhecido como “Carniceiro dos Deuses”, interpretado por Christian Bale (Batman: O Cavaleiro das Trevas, Psicopata Americano). Thor precisa deter o inimigo antes que ele ponha um fim a todas as divindades, por quem Gorr nutre um grande desejo de vingança. Mas a grande promessa do longa, e talvez a motivação para que muitos confiram o filme, é A Poderosa Thor, personagem já conhecida dos quadrinhos que faz sua estreia no MCU. Jane Foster, antigo par romântico de Thor, agora toma posse de Mjolnir, o martelo mágico do deus, e se torna ela mesma uma superpoderosa.

Para os leitores dos quadrinhos, Jane Foster como A Poderosa Thor não é uma novidade
(Reprodução/Marvel)

O elenco, como de praxe para os títulos da Marvel, é vasto. Aqui estão não apenas os personagens do núcleo específico, como Valquíria (Tessa Thompson), mas outros que povoam o multiverso compartilhado da empresa. Vemos Chris Pratt e sua trupe esquentadinha dos Guardiões da Galáxia, por exemplo. Além disso, nem só de figurinhas fictícias se bastam os cameos de Thor: Amor e Trovão. Olhos atentos vão perceber a ponta de atores famosos em papéis cômicos.

Se as constantes investidas humorísticas funcionam, fica a critério do espectador. Para os fãs do herói, o tempo de tela com o personagem será bem-vindo. Mas, para além dos admiradores específicos de Thor, há hoje outros que pesam na equação do sucesso de todo filme do MCU: os fãs da empresa. A fórmula testada e aprovada faz com que centenas de milhares de pagantes confiram nos cinemas (e no streaming, com seriados originais) todos os títulos lançados sob o selo, já esperando a recompensa pela qual vão assistir em primeiro lugar: risos, explosões e fanservice, durante duas horas.

Thor: Amor e Trovão estreia nos cinemas brasileiros em 07/07, quinta-feira. Confira abaixo o trailer oficial:

Ficha técnica – “Thor: Amor e Trovão”
Direção: Taika Waititi
Roteiro: Taika Waititi e Jennifer Kaytin Robinson
Gênero: Fantasia/Ação
Ano: 2022

Foto de capa: Reprodução/Marvel Studios

Gabriel Folena (5º período)

LEIA TAMBÉM: “Cavaleiro da Lua” inova com super-herói pouco conhecido

LEIA TAMBÉM: “Batman” de Matt Reeves mostra-se um filme investigativo ambientado em uma Gotham City ainda mais soturna

0 comentário em “Amor e Trovão: quarto filme do herói Thor aposta nas cores e no humor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s