Esporte

Após denúncias de assédio sexual e moral, Rogério Caboclo é afastado da Presidência da CBF

Apesar do afastamento do cargo na entidade, o caso gerou intensas críticas nas redes sociais

A Comissão de Ética da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu afastar o presidente Rogério Caboclo do cargo no último domingo (06) após uma funcionária da entidade protocolar um relatório na comissão com as referidas denúncias. No documento, a mulher afirma ter provas contra Caboclo e pede que ele seja punido. Nas redes sociais, internautas repudiaram a conduta do presidente.

A funcionária, cujo nome não foi divulgado, relata que Rogério Caboclo tinha comportamentos abusivos em sua presença e segundo ela, constrangimentos eram constantes em reuniões e viagens com o presidente. Em um dos fatos, a secretária conta que ao acompanhar Rogério até a casa dele para uma reunião virtual, o então Presidente da CPF, logo após o término da reunião, exagerou nas doses de bebida alcoólica.

Em seguida, a secretária afirma que Rogério Caboclo pede para ela comer biscoitos de cachorro, e que ao negar, o Presidente da CBF começa a xingá-la. “Come porque você é uma cadelinha”, teria dito para a mulher. Alguns áudios foram divulgados, com falas ofensivas ditas por Rogério e direcionadas para a funcionária que o denunciou e ao cair na rede, o caso gerou ainda mais revolta.

A estudante de design gráfico, Brunna Marinho, desabafa como se sente quando se depara com notícias como essas, que se repetem constantemente.

“Como mulher, é revoltante como situações como essa ainda ocorrem com frequência e quase naturalizada. Isso me assusta mais pelo fato de não ser o primeiro, e infelizmente não será o último, não até que todos busquem se educar e manter o respeito mútuo, principalmente com as mulheres”, opina Brunna.

A designer ainda comenta sobre os 12 milhões de reais que Rogério Caboclo ofereceu para silenciar a vítima. “Como 12 milhões de reais irão apagar os traumas, dores e violências sofridas por ela? Não há maneira branda ou sentimento ameno acerca disso, além de revolta”, condena a jovem.

O professor de Telejornalismo e lecionador de Jornalismo Esportivo Fábio Cadorin da Universidade Veiga de Almeida (UVA) especula se pode haver alguma consequência mais rígida ao presidente da CBF. “Tudo vai depender do encaminhamento das investigações, se ficar configurado o crime de abuso, ele vai sofrer a pena correspondente. Se pode ser uma prisão ou não, isso é a justiça que vai determinar”, diz o professor.

A defesa do presidente afastado Rogério Caboclo rebateu as acusações feitas pela funcionária, afirmando que nunca havia cometido assédio e que vai provar na Comissão de Ética da entidade. O afastamento do cargo ocorre meio à polêmica da realização da Copa América no Brasil. O professor Fábio opina se o ocorrido afetará no acontecimento da competição.

“No contexto em que há tantas questões envolvendo essa realização da Copa América, pode ser que seja um fator a mais pra que entre nessa discussão e que possa realmente ter algum impacto na realização”, diz Fábio.

 Áudios gravados pela funcionária também foram divulgados; Comissão de Ética da CBF irá investigar.  Foto: Wikimedia Commons

Em nota, a CBF diz ter conhecimento dos fatos apresentados no relatório e que o processo seguirá sob sigilo na Comissão de Ética da Confederação.

A CBF informa que recebeu na tarde deste domingo, 6, decisão da Comissão de Ética do Futebol Brasileiro suspendendo temporariamente (pelo prazo inicial de 30 dias) o Presidente Rogério Caboclo do exercício de suas funções. Seguindo o Estatuto da entidade, toma posse interinamente, por critério de idade, o vice-presidente Antônio Carlos Nunes de Lima. A decisão é sigilosa e o processo tramitará perante a referida Comissão, com a finalidade de apurar a denúncia apresentada.”

Nota da CBF

Quem assume a presidência no lugar de Rogério Caboclo é o vice Antônio Carlos Nunes de Lima. Uma reunião extraordinária foi convocada pelos diretores da CBF, porém o relatório da sessão ainda não foi divulgado.

LEIA TAMBÉM: Copa América: populares e especialistas dividem opiniões sobre Brasil sediar evento

Victoria Muzi – 1º Período

Sob supervisão de: Bárbara Souza – 7º período

4 comentários em “Após denúncias de assédio sexual e moral, Rogério Caboclo é afastado da Presidência da CBF

  1. Pingback: Eurocopa 2021: populares e especialistas apontam seus favoritos para o torneio | Agência UVA

  2. Pingback: Copa América: especialistas comentam sobre os novos casos de Covid-19 durante o evento | Agência UVA

  3. Pingback: Atividade Física: especialistas comentam sobre a importância da pratica de exercício | Agência UVA

  4. Pingback: Olimpíadas Tóquio 2020: apenas guerras já cancelaram o evento; especialistas comentam | Agência UVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s