Esporte

Copa América: populares e especialistas dividem opiniões sobre Brasil sediar evento

Nas redes sociais, chuva de memes com os possíveis símbolos da competição: uma imagem do vírus da Covid-19 e o mascote "Cloroquito"

Na manhã da última segunda-feira (31), a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) pegou a todos de surpresa ao confirmar, por meio das suas redes sociais, que a Copa América 2021 ocorrerá no Brasil. O encontro está marcado para começar em 13 de Junho, nas cidades de Brasília, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro. Anteriormente, a competição seria realizada na Argentina, que rejeitou o torneio por conta da pandemia do novo Coronavírus.

Nesta terça feira (1), em um evento realizado no Palácio do Planalto, sede do Governo em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro confirmou aval para que a competição seja disputada no Brasil. “No que depender do Governo Federal, será realizada a Copa América no Brasil”, afirmou o presidente.

Presidente durante o evento no Palácio do Planalto. Foto:
Licenças Creative Commons

Durante o evento, o presidente ainda sustentou que se consultou com os Ministros para á respeito das condições para a realização deste evento no Brasil.

“Fui instado no dia de ontem pela CBF. Conversei com todos os ministros interessados. Da nossa parte, positivo. No que depender de mim, e de todos os ministros, inclusive da Saúde, está acertado, haverá a Copa América”, disse Bolsonaro.

Após a entidade anunciar essa mudança, a notícia se repercutiu muito nas redes sociais, fazendo com que internautas brasileiros criassem os famosos memes afim de criticar a decisão. Confira alguns deles:

Para especialistas e populares entrevistados pela Agência UVA, é um equívoco a Copa América ser disputada no Brasil, pelo atual momento da pandemia no país: a doença já matou mais de 450 mil pessoas no país.

O cientista político e Mestre em Comunicação, Guilherme Carvalhido, professor da Universidade Veiga de Almeida, é contra a realização do evento.

“Sou contra a realização da Copa América no Brasil. Estamos com a pandemia ainda com um número de vítimas elevado. Esse evento apenas seria uma demonstração de falta de cuidado com o controle da pandemia. Além disso, isso só fortaleceria a visão do Governo Federal de que a pandemia não é tratada de forma tão séria quanto parece”, expressou o professor.

Segundo o professor Elson Santos de Oliveira, Coordenador do curso de graduação em Enfermagem da UVA, esse evento só vai expor a população a riscos.

“Se nós olharmos o atual cenário da pandemia, incluindo novos casos e de novas cepas, e que nosso país ainda possui uma pequena parte da sociedade vacinada, esse evento só vai expor a população”, afirmou o professor.

Alvaro Matheus Tamarindo, publicitário da Vx Comunicação e fã do esporte, diz que não é o momento adequado para realização da Copa América no Brasil e se preocupa com as delegações de outras nações chegando ao país.

“A Copa América disputada aqui no Brasil vai muito além da questão de jogo. Fico preocupado com a chegada de outras delegações de outras nações, em um momento no qual estão explodindo mutações de vírus e surgindo novas variantes. É realmente muito preocupante”, expressou o publicitário.

Tadeu Martins de Oliveira, 21 anos, estudante de Jornalismo, diz que sediar a Copa América no Brasil não vai mudar a situação em que o país se encontra.

“Ter ou não a Copa América no Brasil não vai mudar muito o cenário em que o nosso país se encontra na pandemia. Saindo do futebol, nosso país não fechou fronteira, então continuamos recebendo gente de fora da mesma forma. Com ou sem Copa América, vamos continuar sendo expostos a qualquer cepa”, afirmou o estudante.

A Copa América vai acontecer entre os dias 13 de junho e 10 de julho, com participações de 10 seleções divididas em dois grupos. Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai estão no Grupo A. Brasil, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela formam o Grupo B.

Além da Argentina, a previsão inicial da Conmebol era fazer o torneio também na Colômbia, que desistiu da competição por conta da grave crise social que tomou conta do país.

De acordo com a Conmebol, a premiação para o campeão da Copa América será de US$ 10 milhões (cerca de R$ 57 milhões). E cada seleção participante receberá US$ 4 milhões (quase R$ 23 milhões). Em 2019, o Brasil, foi o campeão e faturou cerca de US$ 7,5 milhões.

LEIA TAMBÉM: Como a indústria de games se tornou uma das mais rentáveis em um mercado tão competitivo
LEIA TAMBÉM: Novo patrocínio do Flamengo: populares e especialistas comentam sobre a nova marca

Mateus Almeida Marinho – 8º período

2 comentários em “Copa América: populares e especialistas dividem opiniões sobre Brasil sediar evento

  1. Pingback: Após denúncias de assédio sexual e moral, Rogério Caboclo é afastado da Presidência da CBF | Agência UVA

  2. Pingback: Eurocopa 2021: populares e especialistas apontam seus favoritos para o torneio | Agência UVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s