Arte Cultura música

Clipe retrata histórias de mulheres de periferias cariocas durante a pandemia

Pensado por e para as moradoras de favela, o clipe "Sou mulher, sou potência" é lançado nas redes sociais

A Agência de Redes para a Juventude, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), lançou nesta segunda-feira (21) um videoclipe que conta os desafios da realidade de mulheres periféricas durante a pandemia do corona vírus.

Dentre as várias participantes, a cantora e compositora Lorac, de 25 anos, é uma das protagonistas. Moradora de São João de Meriti, Lorac conta que o processo de criação foi feito a partir de duas reuniões por conferência, onde ela escutava as histórias e anotava, para em seguida compor a música.

A artista ainda revela como se sente fazendo parte desse projeto que retrata o dia a dia de tantas mulheres que lutam pelo seu futuro, e pelo futuro de suas famílias.

“Foi um tempo reflexivo, por estar realmente passando por dificuldades no momento, e foi bem gratificante por estar criando. Me sinto lisonjeada em poder representar mulheres como eu”, conta Lorac.

A iniciativa surgiu a partir de uma ação comunitária, realizada pelo projeto Geração que Move, que faz parte da Agência. Durante a entrega de kits de higiene e cestas básicas, foi constatado que mulheres, jovens, mães e moradoras de favelas das zonas Norte e Oeste do Rio de Janeiro eram as que mais recebiam a contribuição.

O alcance e as proporções do vídeo podem ser vistas quando ele atinge outras mulheres. A dançarina Mayra Lima, é moradora da Maré e conta que se identificou com a ideia e com a proposta do vídeo.

“Eu me sinto muito orgulhosa quando eu vejo outras mulheres de favela fazendo acontecer. E isso é tudo… se reconhecer enquanto mulher e potência. Sempre tentaram nos calar, mas projetos como esses dizem que nós podemos”, diz Mayra.

Gravado na favela do Muquiço, em Guadalpe – Zona Norte do Rio de Janeiro – o clipe foi dirigido pelo cineasta e criador da Agência de Redes para Juventude, Marcus Faustini. O clipe “Sou mulher, sou potência” já está disponível no Youtube. Um dos eventos de divulgação foi uma live realizada no perfil do Instagram da Agência com a cantora Zélia Duncan, que debateu os impactos da pandemia nas comunidades cariocas, como mostra no clipe.

LEIA TAMBÉM: Música transmite bem-estar

Bárbara Souza – 6° período

4 comentários em “Clipe retrata histórias de mulheres de periferias cariocas durante a pandemia

  1. Pingback: Frente Feminista realiza Primeira Jornada de Mulheres em RI | Agência UVA

  2. Pingback: Ministério Público atualiza portaria sobre aborto legal | Agência UVA

  3. Pingback: Jovens relatam as dificuldades da busca por estágio na pandemia e como se adaptar ao novo normal | Agência UVA

  4. Pingback: Jovens relatam dificuldades na busca por estágio na pandemia | Agência UVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s