Entretenimento Geral

Minissérie protagonizada por Karol Conká levanta pauta sobre cancelamento na internet

Com o lançamento do documentário "A vida depois do tombo", cancelamento é o tema debatido nas redes sociais

Após sua notável aparição no Big Brother Brasil 21, a ex-participante Karol Conká protagonizou uma minissérie produzida pela Rede Globo que estreou nesta quinta-feira (29). O produto audiovisual “A vida depois do tombo” conta a trajetória da cantora após sua eliminação do programa. Karol bateu o recorde mundial de rejeição, eliminada com 99,17% dos votos depois que suas ações chocaram o público.

O lançamento do documentário deixou muitos internautas intrigados e duvidando se as intenções de Karol eram se redimir ou apenas tentar reduzir os danos feitos à carreira dela. O principal fator que influencia nesse debate é o fato de que a participante estava confinada e sendo gravada, ou seja, não poderia afirmar que estava interpretando um papel.

Dentro da casa do BBB, Karol teve atitudes questionáveis com outros participantes do programa. Com toda essa polêmica, a rapper e sua família começaram a receber mensagens de ódio pela internet, uma repercussão exagerada da cultura do cancelamento.

A professora, consultora e mentora de comunicação Cecília Seabra afirma que o documentário seja uma estratégia de gestão de crise do que aconteceu dentro da casa e do dano de imagem que Karol sofreu, e que, por meio dessa ferramenta, sua equipe esteja tentando mostrar um lado mais humano dela. Cecília ainda comenta que é um movimento difícil por se tratar de um reality show onde não se pode usar a justificativa de estar interpretando um personagem.

Em seu podcast, “A comunicação nossa de cada dia”, Seabra reafirma a cultura do cancelamento como um modulador de relações e onde rivalidades e disputas se sobrepõem a tudo. De acordo com ela, espalhar mensagens de ódio é alimentar uma rede que gira em torno de um mecanismo de entretenimento. “A questão é que a gente precisa criticar: até que ponto a gente vai deixar que determinados assuntos mobilizem a nossa ação?”

A principal questão levantada pela professora é que “o programa expõe uma Karol que até então o público não tinha acesso”, e por isso a gestão de crise da cantora se torna complicada. Ao se tratar da exposição da personalidade e pensamentos da rapper, é muito difícil convencer a todos que ela se transformou no oposto.

A estudante do 6° período de jornalismo Bárbara Bastos reconhece a minissérie como “uma forma de capitalizar na polêmica e, ao mesmo tempo, mostrar que a Globo abraça e ajuda quem se prejudica no BBB”. Ela acredita que a carreira de Karol não ficará manchada por muito tempo. Talvez demore, mas, na visão dela, a cantora conseguirá contornar a situação mesmo que o documentário não tenha passado veracidade ao público e que a melhor forma de realizar isso seria por meio da música.

“Teve uma cena que era uma montagem entre a reunião dela com assessores e a participação dela no Faustão, e era ela praticamente falando o que os assessores disseram a ela. Então, isso passa uma falsidade em certas declarações de arrependimento.” diz Bárbara.

Analista de marketing e jornalista de 22 anos, Ana Alvarez afirma que a produção é necessária para humanizar a artista. “Não defendo as atitudes da Karol, mas os telespectadores começaram a atacar por conta da raça e disseminar discurso de ódio pra família.” Ela acrescenta que o documentário é importante para mostrar que todos têm uma história de vida.

“O cancelamento pode sim acabar não só com a carreira, mas com a vida de alguém. As pessoas têm uma sensação de impunidade no ambiente cibernético, se escondendo atrás de avatares que as supostamente permite ter comportamentos que não teriam na vida real”, diz a jornalista.

Malu Gayoso – 1° período

Sob supervisão de Julia Barroso – 8° período

LEIA TAMBÉM: Proposta de taxação de livros causa revolta nas redes sociais

LEIA TAMBÉM: Após divulgação do curta “Save Ralph”, marcas e consumidores se mobilizam nas redes sociais

1 comentário em “Minissérie protagonizada por Karol Conká levanta pauta sobre cancelamento na internet

  1. Nikolas VIeira Rocha

    Muito Bom o Tema, esse tema tem varias visões diferentes, mas a visão que foi imposta por esse artigo não foi uma pessoal mas sim apresentando os fatos que foi imposto sobre a karol e a familia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s