Geral Política Sociedade

Bolsonaro causa polêmica por “piada” homofóbica

Passagem do Presidente por Maranhão rendeu bastante críticas nas redes sociais

Na tarde desta quinta-feira (29), em mais uma rodada de viagens pelos Estados do Brasil – e causando muita aglomeração – o presidente Jair Bolsonaro acabou se envolvendo em mais uma polêmica ao tecer comentários preconceituosos após beber um refrigerante da cor rosa, chamado “Jesus”, no Maranhão. Para populares, essa fala do presidente, como de costume, não teve aceitação, principalmente na comunidade LGBTQI+.

Para a estudante de Direito Mariane Soares, que também faz parte da comunidade LGBTQI+ o comportamento do Presidente da República, é de se questionar, já que, sendo a autoridade máxima do país, deveria manter o decoro e tratar com seriedade certos assuntos: “Acho que o único que ainda não entendeu a influência que ele tem como Presidente, foi ele mesmo. Até porque ele tem uma grande influência sobre a massa populacional”, conta a estudante.

Sobre uma possível relativização das falas de Bolsonaro que seus apoiadores têm feitos em redes sociais, dizendo que era apenas uma piada, Mariane comenta:

“Não, não é correto, até porque ele incita violência com esse tipo de comentário”

Mariane Soares, sobre possíveis consequências de normalizar um discurso preconceituoso.

Cercado por seus eleitores, o Presidente mais uma vez causou aglomerações e, assim como tem feito durante todo o período de pandemia, fez pouco caso do uso da máscara. A estudante alerta para o perigo que isso causa em tempos de coronavírus: “Assim como qualquer tipo de aglomeração, está errada. Até porque vamos para a lógica, é claro que tem alguém ali com covid-19 e um passa pra quatro”, finaliza.

Nas redes sociais o comportamento do Presidente ganhou rapidamente holofotes, já que muitas pessoas repreenderam a fala polêmica. Havia também muitos perfis defendendo Bolsonaro.

Já em live no Facebook, Bolsonaro voltou a comentar e continuou tratando suas falas apenas como piadas.

Na passagem por Maranhão, onde reuniu diversas pessoas sem máscaras e fazendo aglomerações, o Presidente da República comentou: “Virei boiola, igual maranhense”. Tal termo é considerado jocoso por debochar de quem é homossexual.

Hudson Lisboa – 7° período

LEIA TAMBÉM:

“Não é apenas o SUS que está sob ataque, é a Constituição”, afirma cientista político

Bolsonaro revoga decreto sobre unidades de saúde após protestos

0 comentário em “Bolsonaro causa polêmica por “piada” homofóbica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s