Esporte Geral

CBF convoca reunião com clubes da série A para discutir o retorno do público aos estádios

Federação estuda a possibilidade do retorno da torcida aos estádios de futebol

Apesar da aprovação do Ministério da Saúde, a CBF convocou uma reunião por videoconferência para quinta-feira (24) entre os clubes da Série A para discutir o retorno das torcidas.  

Depois de receber um sinal positivo do Governo Federal para colocar em prática o plano de retorno do público nos estádios de futebol, a CBF anunciou na noite da última terça-feira (22) uma reunião com os clubes para discutirem o assunto, que vem causando polemica, devido às diferentes situações em cada estado. É previsto que após a reunião as autoridades estaduais e municipais responsáveis sejam consultadas.

LEIA TAMBÉM: Vasco e Botafogo duelam por classificação na Copa do Brasil

Prédio da CBF. Foto: Pinterest

Na tarde de terça-feira (22), o Ministério da Saúde aprovou um estudo com proposta de retorno de até 30% de torcida aos campos a partir de outubro. A condição é que cada estado e município realize seus protocolos e adote medidas sanitárias apropriadas para receber torcedores.

Em nota oficial o Ministério da Saúde explicou como vai ser a abertura de cada estádio. “A abertura de cada estádio vai levar em conta uma série de fatores, entre eles: a variação da curva epidemiológica, a taxa de ocupação de leitos clínicos e leitos de UTI e a capacidade de resposta da rede de atenção à saúde local e regional.”

A Federação Estadual de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) segue refletindo sobre o retorno, e na última terça-feira (22) realizou um encontro virtual para discutir sobre a possibilidade da retomada do público em outubro. Durante a live foram discutidas várias medidas que deverão ser adotadas para reabertura dos estádios:

  • Intensificar a conscientização da população;
  • Manter o protocolo de segurança: uso de máscara e de álcool gel e evitar aglomerações;
  • Lugares marcados;
  • Cartazes de orientação e sinalização para os torcedores;
  • Neste primeiro momento, crianças e idosos não poderão ir aos jogos;
  • Recomendações sobre a aglomeração na saída.

O anúncio da aprovação foi feito pela Rádio Bandeirantes no Twitter e a notícia não repercutiu muito bem nas redes sociais. Muitas pessoas tiveram opiniões dividas sobre a volta do público aos estádios de futebol.

Phillipe Torre, 27 anos, engenheiro-eletricista pela UFRJ, diz que é favorável à volta do público aos estádios de futebol e vê o momento bastante diferente do que foi o inicio da Pandemia. “É favorável , devido a todo contexto que a gente vive hoje, do momento da Pandemia, porque não é mais aquele momento inicial que tudo deveria ter sido feito diferente, era pra fechar tudo e não foi feito isso e até porque hoje 90% dos estabelecimentos estão abertos, claro, com suas restrições”, comenta.

Para João Monteiro de 27 anos, que atualmente trabalha como consultor de vendas, o momento é bastante delicado para a volta do público aos estádios e se posiciona totalmente contra sobre essa decisão. “Tem que analisar e levar tudo em conta e não apenas os estudos da Confederação, sou totalmente contra”, afirma João.

Em uma entrevista com especialistas da área de saúde, muitos médicos se declararam contra a decisão do Ministério da Saúde. Para o enfermeiro Marcello Abdala Oliveira, 50 anos, é completamente inviável o retorno das torcidas. “Como profissional da saúde não sou favorável a presença de público nos estádios de futebol. Mostra-se hoje o descontrole dos clubes e federações, mesmo com testes e isolamento, falhos principalmente nos últimos dias”, diz.

A estudante de enfermagem pela UFRJ, Yohanna de Barros Fernandes, 21 anos, ratifica que o Brasil vive um momento muito delicado por conta da pandemia e lembra que na última terça-feira (22) o país atingiu a marca de 138 mil mortos e mais de 14,5 milhões de casos. “Diante disso, considero um momento muito delicado para o governo incentivar um evento que gera aglomerações, acho uma irresponsabilidade, um desserviço para a saúde pública e um desrespeito com o tanto das pessoas que já morreram, os profissionais estão esgotados”, desabafa ela com certa indignação.

A CBF tenta administrar a questão e não se manifestou ainda sobre o assunto. Internamente, a avaliação é de que é preciso buscar entendimento entre os clubes para retorno simultâneo da torcida quando houver a liberação.

LEIA TAMBÉM: Violência no futebol: o que dizem populares e integrantes das torcidas organizadas

Mateus Almeida Marinho – 8º período

3 comentários em “CBF convoca reunião com clubes da série A para discutir o retorno do público aos estádios

  1. Marilene Almeida Marinho

    Acho um tanto delicado o retorno das torcidas nos estádios de futebol. Diante das estatísticas não é o momento ainda, pois depois do feriado de 07 de setembro, praias lotadas houve um aumento nos números de infectados. Temos que ter precaução na volta das torcidas.

  2. Pingback: Fla vai ao STJD e pede adiamento da partida contra Palmeiras | Agência UVA

  3. Pingback: Torcedores opinam sobre jogo entre Vasco e Botafogo pela Copa do Brasil | Agência UVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s