GP de Fórmula 1 deve voltar a ser sediado no Rio

Presidente e autoridades do Rio já anunciaram o novo autódromo, mas o governo de SP pretende manter a Fórmula 1 em Interlagos. 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que pretende levar o Grande Prêmio do Brasil de  Fórmula 1 de volta ao Rio de Janeiro, na última quarta feira(8). O Governador do estado, Wilson Witzel, e o prefeito da capital, Marcelo Crivella, assinaram um termo de cooperação com o presidente, para a construção do novo autódromo.

Através de sua conta oficial no Twitter, Bolsonaro declarou que o autódromo levará o nome de Ayrton Senna. O presidente disse também o custo da construção, estimado em R$ 850 milhões, será pago pela iniciativa privada. Ele afirmou ainda que a partir do ano que vem o GP da F1 já poderá ser realizado no Rio.

Leia Também: Especialistas analisam polêmicas de Bolsonaro no Twitter

Bolso

Tweet do presidente Bolsonaro sobre o assunto (Reprodução: Twitter)

O autódromo, segundo o anunciado, deverá ser construído em Deodoro, na zona Oeste do Rio, com capacidade para 130 mil pessoas. O terreno cogitado para a nova construção é uma área de propriedade do Exército, mas foi cedido para a construção da pista. O bairro foi um dos polos da Olimpíada, recebendo provas de hipismo e canoagem, entre diversos outros esportes.

08auto

Imagem do projeto do novo autódromo de Deodoro no Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

Leia Também: Governo do RJ cancela contrato com consórcio responsável pelo Maracanã

O Rio de Janeiro não sedia mais o GP de Fórmula 1 desde 1989. Desde então a competição é realizada no autódromo de Interlagos, em São Paulo. O governo paulista tem contrato com a Liberty Media, grupo americano que controla a F1, até 2020. A tendência é a de que, se houver o acordo, de fato, o Rio volte a sediar as corridas a partir de 2021 – e não em 2020, como anunciou o presidente.

Porém, no que depender do Governo de São Paulo, isso não vai acontecer. O governador do estado, João Dória, declarou juntamente com o prefeito da capital, Bruno Covas, que desconhece qualquer impedimento da continuação da realização do evento em SP. Ele ainda disse que Bolsonaro se entusiasmou e que: “Não tem nada em Deodoro”.


Matheus Marques – 7 período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s