Comunicação Multimídia

Correspondente Choquei: portal de fofocas se torna referência de notícias 

De polêmicas dos famosos à cobertura da guerra, o "Choquei" é febre e gera debates

Deixar de lado as fofocas dos famosos e cobrir assuntos como política e economia talvez não seja a trajetória mais comum para qualquer portal de conteúdo. Mas, para o “Choquei”, isso se tornou uma realidade. O perfil, que antes era apenas para compartilhamento de polêmicas de celebridades, tem se tornado uma das maiores fontes de informações variadas das redes sociais. O sucesso é tamanho que, só no Instagram, o perfil acumula mais de 18 milhões de seguidores. Já no Twitter, ultrapassa os 2 milhões. 

A febre começou em fevereiro deste ano, quando o “Choquei” deixou a cobertura do reality show “Big Brother Brasil” e deu lugar às notícias sobre a Guerra na Ucrânia. Tweets e publicações no Instagram sobre os bombardeios no país europeu dominavam a internet. Desde então, os perfis sob a logo “Choquei” nas redes sociais dão prioridade a notícias mais relevantes. 

O perfil do portal no Twitter acumula mais de 2,5 milhões de seguidores (Reprodução/Twitter)

O que antes era apenas uma página de fofocas tem se tornado fonte de informação para os usuários do Instagram e do Twitter, mas um debate tem se formado em torno do perfil. O jornal “Folha de S. Paulo”, em texto recente, afirma que o “Choquei” divulga “informações sem checagem”, elemento fundamental da cobertura jornalística. A reportagem, publicada no último dia 24, causou alvoroço nas redes, o que levou à própria página a responder à matéria: 

Durante o período eleitoral, o “Choquei” realizou uma cobertura exclusivamente feita pelas redes sociais. No dia da eleição, o perfil contou, inclusive, com repórter in loco no TSE, como divulgou no Twitter.

A fama do perfil tem viralizado nas redes, o que gerou diversos memes pela internet. Famosos e anônimos vem comentando, na maior parte das vezes com muito humor, sobre o sucesso repentino do “Choquei”.

Alguns ousaram ao associar a celebridade Gretchen com a página, como na publicação abaixo. A artista, que já coleciona reproduções “memeficadas” e fora de contexto, recebeu mais uma. 

Personalidades, como jornalistas e políticos, também se posicionaram sobre o sucesso do “Choquei”. A jornalista Anita Efraim, da Revista Piauí, comentou sobre a reportagem da “Folha”, e se posicionou neutra em relação ao assunto, como compartilhou em rede social.

Alguns usuários comentam, com muita sátira, o sucesso do perfil nas redes sociais. Jones Manoel, conhecido militante do PCB, compartilhou pelo Twitter sua opinião a respeito das críticas direcionadas ao portal.

O sucesso dos memes e do portal que os inspira foi tanto que, durante a Copa do Mundo do Catar, o “Choquei” conseguiu enviar Gretchen, representante “oficial” do perfil graças a constante associação como “correspondente Choquei”. Em parceria com o site de apostas R10 Score, o portal enviou a cantora para Doha, capital do país sede, para a cobertura dos jogos. 

Com o sucesso repentino do “Choquei”, internautas preferem acompanhar as notícias diretamente pelos perfis nas redes sociais. Os debates sobre o perfil ainda circulam, mas os seguidores do portal aumentam a cada dia.

Reportagem de Victoria Muzi, com edição de texto de Gabriel Folena

LEIA TAMBÉM: Elon Musk e Twitter: após compra, mudanças na rede social devem começar em breve

LEIA TAMBÉM: Uma baita presença: como Isabela Boscov conquistou a internet

0 comentário em “Correspondente Choquei: portal de fofocas se torna referência de notícias 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s