Comunicação

Pela primeira vez, TV UVA estará ao vivo no desfile da Sapucaí

Laboratório de prática profissional audiovisual da UVA cobrirá o grupo especial de escolas de samba do Rio

No fim do túnel, a luz. Ou, nesse caso, no fim da pandemia, a purpurina. Depois de suspensos devido à crise do Coronavírus, os desfiles do grupo especial de escolas de samba do Rio de Janeiro trará público e brilho ao Sambódromo Marquês de Sapucaí nos próximos sábado (22) e domingo (23). A festa, dessa vez, contará com mais um convidado: a TV UVA, laboratório de prática profissional audiovisual do curso de Jornalismo da Universidade Veiga de Almeida, que estará cobrindo o evento ao vivo pela primeira vez nas datas dos desfiles.

Com flashes a serem exibidos ao vivo no perfil do laboratório no Instagram, e uma matéria completa prevista para a próxima terça-feira (26) no segmento TV UVA Notícias no Youtube, a cobertura trará o gostinho de uma grande emissora, como se orgulhou a professora Monica Miranda, responsável pelo projeto. “A união dos dois campi (Tijuca e Barra) está fazendo o melhor pela nossa universidade”, disse a docente.

A equipe escalada irá unir teoria e prática em clima de celebração. Os alunos estagiários, sob a supervisão de Monica, comparecerão ao “maior espetáculo da Terra”, como é conhecido o evento, cheios de expectativas e aprendizados para pôr à prova.

Da esquerda para a direita: Gabriela Lourenço, Victor Serra, Luana Paes e Pedro Ramos farão a cobertura dos dois dias de Carnaval na Marquês de Sapucaí. Foto: Divulgação/TV UVA

In loco estarão os repórteres Pedro Ramos (à direita na foto acima), Victor Serra (ao centro), Luana Paes (ao centro), Nátalie Chaves (que não aparece na foto) e a produtora Gabriela Lourenço. Pedro e Luana, do campus Tijuca, e Nátalie e Victor, do campus Barra, já eram colaboradores da TV UVA antes da cobertura do carnaval.

“Sempre fui colaboradora da TV UVA, desde o primeiro período, e até brinco que foi a minha primeira casa profissional”, diz Luana. A estudante de 21 anos não é estranha ao formato, mas encara a Sapucaí como uma nova experiência: “Eu já tive a oportunidade de cobrir a Bienal do Livro como repórter e produtora, e agora terei outra oportunidade de fazer mais uma externa, intensa, na dispersão das escolas de samba do grupo especial do Rio”, diz.

Muitos são os detalhes de uma cobertura ao vivo, e Luana já está com um deles em mente: o tempo curto para filmagem de entrevistas. “Às vezes, 30 segundos é o que tenho para me ajeitar, colocar o microfone na direção do entrevistado, e conseguir a resposta. Vou ficar atenta para conseguir sonoras muito bem feitas, muito bem iluminadas, e bons enquadramentos para não atrapalhar o trabalho do cinegrafista”, ressalta a repórter.

A experiência no Sambódromo também inspira cuidados para Nátalie Chaves (21) (foto ao lado), que estará indo à Sapucaí pela primeira vez não somente como repórter, mas também como carioca. “Vai ser uma grande novidade para mim, que nunca fui. Queria pisar na avenida, seria bem legal”, reflete a estudante. Nátalie torce por oportunidades únicas de filmagem durante a cobertura, e brinca: “Queríamos tentar gravar algo dentro de um dos carros. Vamos ver se algum motorista nos dá uma carona, seria ótimo!”

Pedro Ramos, de 21 anos e também integrante da Prática Profissional do laboratório, está de olho no tempo como possível desafio para a cobertura. “Estaremos lá à noite, debaixo de um céu que, a qualquer momento, pode chover”, se antecipa o repórter. De qualquer forma, o estagiário do campus Tijuca não esconde a animação: “O Carnaval é um dos eventos mais democráticos do país, e ele ter sido interrompido por tanto tempo é de se lamentar. É uma experiência única. Espero conseguir entregar ao público não só a informação, mas a sensação de estar ali”.

Para a professora Monica Miranda, os alunos terão uma chance inédita de praticar o fazer televisivo como nunca antes. “Está sendo uma alegria muito grande para a gente, porque isso de fato é uma aula prática. Eles irão exercitar, realmente, tudo que aprenderam na teoria lá, ao vivo, junto com os repórteres de outras emissoras e de outros profissionais do mercado”, reforça a jornalista.

O repórter Victor Serra, 22 anos, está duplamente feliz: pelo retorno de uma festa tão carioca como o Carnaval e por participar da cobertura especial.
“Como carioca, suburbano, sempre foi um sonho cobrir o Carnaval. Faz parte da nossa cultura. Minha expectativa é conseguir também mostrar um pouco de quem trabalha nos bastidores da folia e faz a festa acontecer”, completa.

Você pode acompanhar a cobertura da Sapucaí e outros materiais da TV UVA nas redes sociais do laboratório, e no canal oficial da UVA no YouTube.

Foto de capa: Prefeitura do Rio/Hudson Pontes

Gabriel Folena (5º período)

LEIA TAMBÉM: Imperatriz Leopoldinense: escola retorna ao grupo especial do Rio de Janeiro

LEIA TAMBÉM: Fantasias e alegorias: a arte do carnaval em 1968

6 comentários em “Pela primeira vez, TV UVA estará ao vivo no desfile da Sapucaí

  1. Shirley tv uva

    Showww👏👏🥳🥳

  2. Parabéns pela matéria 👏🏼

  3. Gabriella Lourenço

    Parabéns pela matéria! Ficou ótima✨👏🏻

  4. Maristela Fittipaldi

    Parabéns a todos os envolvidos! Só sucesso esta equipe! 🌹🌹🌹🌹🌹🥰🥰🥰🥰🥰

  5. Pingback: Projeto “Plus no Samba RJ” desconstrói a imagem da mulher padrão | Agência UVA

  6. Pingback: TV UVA: projeto comemora 14 anos com música e bate-papo | Agência UVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s