Internacional

Novo feriado em homenagem ao fim da escravidão é comemorado nos Estados Unidos

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden promulgou uma lei que faz a data ser reconhecida como feriado na última quinta-feira, dia 17.

No último sábado, dia 19 de junho, muitos americanos comemoraram o seu mais novo feriado nacional “Juneteenth”, que entra no calendário pela primeira vez na história. Este dia tão representativo para a história norte-americana simboliza a liberdade dos últimos escravos no estado do Texas, em 19 de junho de 1865, e apesar de durantes anos não ser uma data oficial, foi celebrada pelos americanos como uma representação da luta contra o racismo e o preconceito.

A bandeira do Juneteenth em homenagem ao fim da escravidão. (Foto: Pixabay)

Na última quinta-feira, dia 17, o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, já havia acatado uma lei que previa o dia 19 de junho como feriado nacional, agora de forma oficial. A medida foi passada através do Congresso Nacional e teve aprovação de forma majoritária pelos senadores republicanos e democratas. Ambos os lados aceitaram o novo feriado.

O “Juneteenth” já era visto como feriado em alguns estados, porém a repercussão do movimento Black Lives Matter (“Vidas Negras Importam”, em português), ainda somado à morte de George Floyd só fez com que a pressão para que a lei em questão fosse aprovada pelo Congresso.

Diversos protestos e homenagens em relação ao feriado aconteceram no último sábado, em vários locais do país. George FLoyd recebeu homenagens com um busto que foi erguido em Nova York, e também inaugurado no bairro do Broolkyn, local com forte frequência de grupos negros. O assassinato do ex-segurança foi o ponto crucial para o início de diversos protestos contra o racismo e também contra a violência por parte de policiais em 2020.

O monumento em homenagem a George FLoyd foi inaugurado no Brooklyn. (Foto: CNN)

A palavra que deu origem a esse novo feriado, “Juneteenth”, vem do inglês e significa a junção da data June 19th (décimo nono dia de junho), que foi o dia e mês em 1865 quando os últimos escravos no estado do Texas receberam a notícia de que estavam finalmente livres, isso há exatamente 156 anos. Porém foi em primeiro de janeiro de 1863 que o até então presidente Abraham Lincoln, já ordenava o fim da escravidão, cerca de 2 anos e meio antes da oficialização pelo Texas, quando assinou a proclamação de emancipação.

João Victor Mallet, Mestrando em Direito e Editor de Direito e Política da página Centrismos, explica a importância do feriado Juneteenth, frisando que lembrar desses momentos históricos dá um simbolismo importante para a data.

“O fim da escravidão representa uma questão humanitária que pôs fim a um modelo econômico cruel de exploração da mão de obra do trabalho negro. O feriado de Juneteenth, além de estar relacionado ao fim da escravidão norte americana, tem como objetivo comemorar a cultura africana, dando mais um significado à data. Acredito que datas que põe fim a momentos cruéis do passado da sociedade devem ser lembradas, para que as gerações futuras não se esqueçam do respeito à dignidade humana para além de qualquer modelo econômico, religioso. A comemoração dessa data, apesar de reconhecida como data especial após muitos anos do acontecimento, possui grande significado para que a sociedade não se esqueça de acontecimentos que nunca poderão ser repetidos, como a escravidão”, comenta João Victor Mallet.

Apesar dessa ordem do presidente Lincoln, no período quando ocorreu a Guerra Civil nos Estados Unidos, que durou de 1861 até 1865, o Estados Confederados do Sul decidiram por manter a escravidão na região, um dos fortes motivos também para a ocorrência dessa guerra entre o Sul e o Norte americanos. Robert Lee, que era o líder dos Confederados, em 9 de abril de 1865 decidiu assinar sua submissão, mas chegou a demorar cerca de 2 meses até que esta notícia chegasse ao seu destino, a cidade de Galveston, no estado do Texas, em 19 de junho do mesmo ano.

Leia Também: Estado norte-americano define que condenados a morte devem escolher entre fuzilamento ou cadeira elétrica

Leia Também: Reunião entre Biden e Putin será realizada dia 16 de junho em Genebra, na Suíça

Rafael Barreto – 8º período

1 comentário em “Novo feriado em homenagem ao fim da escravidão é comemorado nos Estados Unidos

  1. Pingback: Cidade de Sydney, na Austrália, decide fazer lockdown durante duas semanas | Agência UVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s