Saúde

Populares e especialista comentam novas medidas restritivas no Rio e Niterói

Novas restrições incluem o fechamento de escolas, bares e restaurantes a partir desta sexta-feira

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes e de Niterói, Axel Grael, se reuniram na última segunda-feira (23) para anunciar novas medidas restritivas contra a Covid-19. Os prefeitos convocaram uma coletiva no Teatro Popular Oscar Niemeyer, em Niterói, para efetuarem o anúncio.

Populares e especialista comentam sobre o atual momento da pandemia e exprimem suas opiniões sobre as novas medidas que entrarão em vigor a partir de sexta-feira (26), e vão até domingo (04).

Leandro Victor, de 22 anos, é jornalista político e editor do podcast “Debatendo” e se preocupa com a economia, mas expõe que essas medidas são necessárias para conter o avanço do vírus.

“Os dez dias anunciados podem ajudar na contenção do vírus. Por mais que essas medidas vão desestabilizar a economia, são medidas necessárias, pois a taxa de contaminação está muito alta”, afirma Leandro.

Vivendo um dos piores momentos da pandemia, moradores das Cidades do Rio de Janeiro e Niterói expressam suas opiniões sobre as decisões tomadas, e manifestam suas preocupações com o momento bastante complicado.

O advogado e músico Rodrigo Bandeira de Mello, de 32 anos, é morador do bairro Tijuca e se manifestou de acordo com as medidas. “Entendo que o momento é delicado e, apesar de termos de levar em consideração os aspectos econômicos e financeiros, o direito à saúde e à vida devem ser tratados com prioridades”, conclui o advogado.

Praia do Rio de Janeiro Vazia. Novo decreto vai proibir aglomerações, apenas com permissão de prática de esportes individualmente.
Foto : Licenças Creative Commons

Alvaro Matheus Tamarindo, publicitário da VX Comunicação, é morador do bairro Ingá da Cidade de Niterói, e diz que as medidas feitas pelas prefeituras são essenciais para evitar mais contaminações. “Acredito que as medidas tomadas pelas prefeituras em conjunto nesse momento, se fazem mais do que necessárias, absolutamente primordiais para conter o avanço do vírus”.

Fernanda Silva Santana, 28 anos, pensa da mesma forma. A trabalhadora autônoma mora no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, e acredita que essas medidas são a única forma de mudar a situação na qual vivemos hoje.

“Sou a favor do lockdown por ser praticamente a única chance de conter a disseminação da Covid-19. Araraquara é um exemplo onde teve lockdown, e após um mês o número de mortes caiu quase 40%, e de casos caiu mais de 50%” , conclui Fernanda.

As providências tomadas pelas duas cidades incluem 10 dias de feriados que serão antecipados, afim de diminuir a circulação de pessoas. Após os 10 dias, as restrições serão reavaliadas.

Confira as principais medidas de restrição e possíveis sanções

PASSAM A SER PROIBIDOS 

  • Suspensão do funcionamento presencial de creches, escolas e universidades.
  • Suspensão do atendimento presencial em atividades não essenciais.
  • Teletrabalho para servidores e empregados públicos (com exceção de serviços essenciais) e incentivo ao teletrabalho em empresas e outros serviços privados.
  • Suspensão de cirurgias e procedimentos eletivos.
  • A permanência de pessoas em vias públicas das 23h às 5h.

Podem funcionar

  • Lanchonetes, bares e restaurantes: exclusivamente para entregas em domicílio e drive-thru, e retirada no local, sendo proibido o consumo no local e a permanência de público no interior do estabelecimento.
  • Serviços de comércio de alimentos e bebidas, como supermercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, padarias, lojas de conveniência e outros, sendo proibido o consumo no local e recomendada a ampliação do horário de funcionamento.
  • Farmácias e comércio de equipamentos médicos e suplementares, serviços assistenciais de saúde e óticas.

LEIA TAMBÉM: Covid-19: Rio tem recorde de pedidos de internações; especialistas comentam momento
LEIA TAMBÉM: Governo Bolsonaro tem maior reprovação durante a Pandemia, segundo Datafolha

Mateus Almeida Marinho – 8º período

1 comentário em “Populares e especialista comentam novas medidas restritivas no Rio e Niterói

  1. Pingback: Covid-19: Brasil registra mais de quatro mil mortes diárias | Agência UVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s