Política

Eleições 2020: Paes x Crivella no segundo turno do Rio de Janeiro

Os cariocas voltarão às urnas no dia 29 de novembro para eleger o próximo prefeito da cidade

O Rio de Janeiro é um dos estados do Brasil que terá segundo turno nas eleições municipais de 2020. No último domingo (15), Eduardo Paes (DEM), teve o maior número de votos na cidade, com 37%, enquanto o atual prefeito do Rio, declaradamente apoiado pelo presidente Bolsonaro, Marcelo Crivella (REPUBLICANOS), alcançou o segundo lugar com 22% dos votos.

E, em ordem decrescente, a colocação dos outros candidatos: delegada Martha Rocha, do PDT (11,30%); Benedita da Silva, do PT (11,27%); Luiz Lima, do PSL (6,85%); Renata Souza, do PSOL (3,24%); Paulo Messina, do MDB (2,93%); Bandeira de Mello, da Rede (2,48%); Fred Luz, do Novo (1,76%); Glória Heloiza, do PSC (0,52%); Clarissa Garotinho, do Pros (0,46%); Suêd Haidar, do PMB (0,15%); Cyro Garcia, do PSTU (0,11%); e Henrique Simonard, do PCO (0,02%).

Com o fim da apuração em todas as seções, o ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), venceu em 44 zonas eleitorais do Rio de Janeiro e, Marcelo Crivella, em apenas 5.

“Paes se mostrou mais confiável, diante de seus adversários, para a maioria da população. Uma eleição se faz de forma comparativa, não pelas críticas que alguns fazem dos candidatos. As pesquisas mostram esse cenário”, conjectura Carvalhido, doutor em comunicação, sobre o cenário do segundo turno.

Pronunciamento de Eduardo Paes em sua rede social. Foto: Reprodução Instagram
Pronunciamento de Marcelo Crivella em sua rede social. Foto: Reprodução Instagram

Repercussão das apurações

O sistema de votação pela urna eletrônica é mais seguro e mais rápido, entretanto, durante a contagem de votos, houve problema na divulgação dos resultados, a demora excessiva da contagem levou algumas pessoas a alegarem fraude eleitoral.

Comentário da deputada federal, Carla Zambelli. Foto: Reprodução Twitter
Comentário da jornalista da Globo News, Míriam Leitão. Foto: Reprodução Twitter

Para o doutor em comunicação e especialista em pesquisa de mercado e opinião pública, Guilherme Carvalhido, não há qualquer indício de fraude eleitoral, o que aconteceu no domingo foram problemas na configuração do processo de contagem de votos.

Tais alegações de fraude começaram após notícias de um ataque hacker contra o TSE. O ministro Luís Roberto Barroso, informou que o ataque hacker foi descoberto rapidamente e neutralizado, e em nota o Tribunal Superior Eleitoral reforçou o comentário do ministro.

Nota de esclarecimento do TSE. Foto: Reprodução Twitter

O segundo turno irá ocorrer no final do mês de novembro, dia 29. O TSE recomenda que os eleitores levem sua própria caneta e utilizem álcool em gel. É obrigatório o uso de máscara.

LEIA MAIS: Papéis no chão e aglomeração nas ruas marcam domingo de eleição no estado do Rio

LEIA MAIS: Eleições 2020: fim das coligações partidárias para vereador

Raphael Pimentel – 7° período

0 comentário em “Eleições 2020: Paes x Crivella no segundo turno do Rio de Janeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s