Política

Após 24 anos, democratas voltam a vencer no Arizona

Último democrata a vencer no estado foi o ex-presidente, Bill Clinton

Na amanhã desta sexta-feira a CNN, ABC e The New York Times projetaram a vitória do presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, no estado do Arizona e, com isso, mais 11 delegados eleitorais, aumentando a vantagem sobre Donald Trump. Agora, Biden possui 290 delegados contra 232 do ex-presidente republicano.

Também nessas eleições, um senador do partido de Joe Biden venceu e removeu uma cadeira republicana. O astronauta e novo senador, Mark Kelly derrotou a ex-senadora republicana Martha McSally e garantiu a vaga dela, agora estará ao lado da companheira de partido, Kyrsten Sinema, no senado americano.

“Nunca vi as coisas de uma perspectiva partidária e acredito que o Arizona precisa de uma voz independente, que nos represente no Senado”, comentou o senador eleito, Mark Kelly.

File:Joe Biden kickoff rally May 2019.jpg - Wikimedia Commons
O Presidente eleito Joe Biden discursando. Foto: wikimedia commons

Apesar de Joe Biden já ter vencido a eleição, o estado da Geórgia ainda está no processo de contagem de votos, com maioria democrata (lidera por 0,3%). É provável que nas próximas horas o estado informe o resultado.

Segundo o jornal americano, The New York Times, os democratas quebraram o jejum de vitória no estado do Arizona, onde estavam sem ganhar desde 1996, quando Bill Clinton venceu na região, há 24 anos atrás.

“Foi uma vitória apertada. Cerca de 11 mil votos. Mas foi uma vitória. O Arizona teve influenciadores locais que reclamaram da posição de Trump. Provavelmente, esse fator contribuiu para a virada do estado nesta eleição.” comenta o cientista social e mestre em Comunicação, Guilherme Carvalhido.

A eleição americana foi marcada por ameaças e suspeitas de fraude por Trump, adversário de Biden. O republicano ainda não aceita que perdeu as eleições e anunciou que irá recorrer aos tribunais caso necessário. Autoridades eleitorais de todos os cinquenta estados americanos e a Agência de Segurança e Infraestrutura Cibernética dos Estados Unidos disseram que não há indícios de fraude na eleição presidencial.

Mesmo eleito, Joe Biden ainda não foi reconhecido e parabenizado pelos líderes do Brasil, Coreia do Norte, México e Rússia.

LEIA MAIS: Eleições americanas de 2020 são marcadas por polêmicas e pela alta viralização nas redes sociais

LEIA MAIS: Estados Unidos elegem primeira senadora trans do país

Raphael Pimentel – 7° período

0 comentário em “Após 24 anos, democratas voltam a vencer no Arizona

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s