Cultura

Reality shows se impõem como mania nacional

Gênero que faz sucesso há mais de duas décadas no país, e continua conquistando os brasileiros em novos formatos

Os reality shows tem como definição traduzida um “show da realidade”, ou seja, são programas televisivos baseados na vida real. Esse tipo de programa que já fazia sucesso no exterior, estreiou aqui no Brasil com o No Limite, baseado no Survivor, em que os participantes precisam enfrentar desafios em um local de condições adversas.

A partir daí surgiram outros realitys de competição de muito sucesso, como a Casa dos Artistas, Big Brother Brasil e A Fazenda, e também de outros segmentos, como culinária e musical, como o Masterchef e o The Voice Brasil. Porém, quais são os motivos que fazem com que o povo brasileiro se envolva tão profundamente com esses programas?

Para a doutora em comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e professora do curso de comunicação da Universidade Veiga de Almeida (UVA) Erica Ribeiro, um dos principais fatores é a possibilidade de pessoas comuns ganharem visibilidade, aproveitar que um veículo como a televisão conceda esse espaço.

“Os reality shows abrem espaço para pessoas comuns, e não pessoas que tenham algum tipo de característica específica, ou talento para estarem dentro daquele espaço, então o reality permitiu que eu, pessoa comum do dia a dia, ganhe espaço nessas áreas de visibilidade como a televisão, e a partir daí eu fique conhecida”, afirma Erica Ribeiro.

O estudante universitário Rodrigo Andrade, que é fã de reality shows, acredita que o público possui um interesse em acompanhar a vida alheia, com a ideia de construir uma normalidade. “Por exemplo, o reality das Kardashians, acho que as pessoas vem justamente porque mistura pontos que essas pessoas ultra ricas, famosas e bonitas tem de diferente de nós com o que eles tem de similar a nós. No BBB ou A Fazenda isso também acontece quando a gente tá lá vendo uma suposta rotina deles”, analisa o estudante.

O gênero faz tanto sucesso que, as plataformas de streaming também começaram a investir na produção de realitys. A Amazon, por exemplo, resolveu lançar Soltos em Floripa, e a Netflix o The Circle Brasil. Mais futuramente, pode-se ver mais realitys shows produzidos no streaming. Questionado se reality shows tem futuro positivo nessas plataformas, Rodrigo é otimista e, acredita que vai ter realitys nos moldes do BBB futuramente.

“É super possível realizar um reality nos moldes de BBB e A Fazenda com o streaming, inclusive com ao vivo e tal. Afinal, esses dois já fazem isso em seus aplicativos, quem sabe mais tarde, ainda seja possível votar direto no aplicativo, isso poderia ser usado para restringir a um voto por conta”, finaliza Rodrigo.

Na análise de Erica Ribeiro, apesar dos serviços de streaming ainda serem mais recentes, a professora acredita que pode acontecer mais produções desse tipo. “Acredito que também vão investir nisso, o reality show de certa forma é um tipo de produto audiovisual barato de ser produzido, os participantes seriam os personagens. Eles não tem cache, então você gasta com cenário e o consumo dessas pessoas com a equipe. Quando se tem um patrocínio por trás, são programas mais baratos de se produzir”, conclui a doutora em comunicação.

Maria Eduarda Duarte – 6° período

Sob supervisão de Aline Meireles – 4° período

LEIA TAMBÉM; Após ser adiado por conta da pandemia, Lollapalooza retorna ao Brasil em 2022

1 comentário em “Reality shows se impõem como mania nacional

  1. Pingback: História do traficante Nem da Rocinha vai virar série de TV | Agência UVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s