Cultura

85 anos de Maurício de Sousa: como a Turma da Mônica é sucesso até hoje

Em seu aniversário de 85 anos, o cartunista fala sobre sua carreira e projetos futuros

O criador da Turma da Mônica e Cia completou, nesta última terça-feira (27), 85 anos de vida e, apesar da idade que possui, ainda continua produzindo as histórias clássicas da turma do bairro do Limoeiro, mas também tem outros projetos para o futuro, como criar uma história desta turma já na fase adulta.

Rafael Santos, que trabalhou para a Maurício de Sousa Produções como designer gráfico no Departamento de Eventos, Parques e Teatro comenta como era conviver com Maurício e ainda afirma que foi um sonho realizado, já que cresceu com a turma da Mônica fazendo parte de sua vida.

“Trabalhei na MSP (Maurício de Sousa Produções) por 6 anos. Por isso, vou me referir ao ex-chefe como Sr. Maurício… Durante o tempo que estive na MSP, vi com muita admiração o seu entusiasmo e disposição em trabalhar e saber de todos os projetos referentes à turminha. Até porque, quem mais sabe da turma do que o próprio pai-criador de cada personagem? Ele sabe o que é melhor para os seus. São 85 de simplicidade do Limoeiro, e o mais importante é ver o Sr. Maurício como um entusiasta. É bom termos referências brasileiras experientes. Curioso é saber que as histórias que chegam a nós passam antes pela aprovação dele. Creio que todo pai quer ver o que o seu filho se tornou, que tipo de adulto se transformou. Não é diferente com os personagens criados. Sr. Maurício quer ver como seria essa nova história. Acho que ele sabe, mas está dentro na imaginação dele. É esperar para ver”, afirma o designer gráfico Rafael Santos.

Por mais incrível que pareça, a carreira de sucesso de Mauricio de Sousa não foi marcada apenas por pontos positivos. Sua primeira tirinha feita foi divulgada em 1959, mas, quando foi a um jornal mostrar seu trabalho, lhe disseram que ele deveria fazer outra coisa da vida. Em um determinado período, ele fez exatamente isso: se aventurou no Jornalismo. Conseguiu um emprego na redação de um jornal, mas agindo como repórter policial, se vestia como um personagem, usando capa e chapéu para se assemelhar a um detetive das obras ficcionais, com a tentativa de assim disfarçar a sua timidez.

Apesar de estar nessa época trabalhando com o jornalismo, na área da reportagem policial, Mauricio ainda sentia em suas mãos que seu futuro era desenhando. Tanto que, quando os fotógrafos não conseguiam tirar uma foto boa do local ou de um bandido, era ele quem fazia esse trabalho, desenhando o que fosse necessário. Acendendo assim uma chama que falava que ele deveria estar desenhando, criando histórias e não apenas no âmbito jornalístico. Assim, deixa o jornalismo e se torna cartunista, colocando seu sonho em prática.

Os quadrinhos de Maurício de Sousa começaram com tiras de jornal focando nos personagens Franjinha e Bidu. Porém, por volta dos anos 1960, seu produto começa a ganhar uma identidade própria, característica, com a criação da Mônica e Cebolinha entre 1960 e 1963. Entre títulos criados de sucesso, é possível citar a Turma da Mônica, Turma do Chico Bento, Turma da Tina, Turma da Mata, Turma do Penadinho, entre muitos outros. Já conta com 1,2 bilhões de histórias em quadrinhos publicadas pelas editoras Abril (1970-1986), Globo (1987-2006) e Panini Comics (2007-presente).

“Foi muito bom trabalhar lá. Um sonho de infância. Eu comecei como estagiário e depois me contrataram. Então sou cria da casa. Aprendi muito. Eu já era muito fã da Turma da Mônica desde pequeno, então foi natural a adaptação ao estilo ‘Mauriciano’. Sempre tive muita liberdade para trabalhar, mostrar ideias, planos infalíveis e tudo mais… Todos foram muito gentis e pacientes”, comenta Rafael.

Todos os personagens criados por Maurício de Sousa reunidos. (Foto: Divulgação)

A Turma da Mônica é um sucesso nacional tão grande que já fez alguns crossovers com outros personagens, como, por exemplo, a Liga da Justiça. Esse encontro foi dividido em 19 revistas da turma da Mônica para contar como foi a parceria. Outro tipo de produto original que a marca fez e foi um sucesso imediato é o spin-off Turma da Mônica Jovem, criado em 2008, um novo quadrinho que se inspirava nos mangás japoneses e contava com os personagens clássicos, mas agora adolescentes. Foi um sucesso de lançamento, porque soube conciliar o que os fãs queriam da nova obra e rendeu bons lucros para Maurício de Sousa.

O Gibi número 44 do Cascão inicia a série do crossover com a Liga da Justiça (Foto: Panini/divulgação)

O quadrinista também recebeu muitas homenagens de pessoas famosas que sempre gostaram dessas histórias por fazerem parte de suas vidas e também de algumas páginas da Internet. Até hoje, as histórias em quadrinhos da turma do bairro do Limoeiro não deixam de emocionar quem cresceu lendo essas revistas e conquista cada vez mais leitores.

“O Senhor Maurício tem alma de criança. Ele ama apresentar o estúdio, falar, ouvir e brincar com as crianças. Lembro de uma vez em que minha irmã foi visitar o estúdio com suas amigas para, justamente, fazer um trabalho sobre Revista em Quadrinhos. Passando pela recepção e chamando o elevador, o Maurício aparece para alegria e entusiasmo das meninas, que não acreditaram na cena. Ele fez questão de subir junto com elas pelo elevador com direito a selfie e a uma visita super especial repleta de brindes e muitos gibis. Foi um dia inesquecível para aquelas meninas. Ele sabe deixar recordações para a vida toda”, enfatiza Rafael Santos ao falar como era seu relacionamento com seu chefe.

Apesar da idade avançada, Maurício de Sousa ainda não pensa em parar. Ele afirma que tem como um projeto para o futuro criar uma versão da turma da Mônica mas na idade adulta. Ele fala que já está providenciando tudo para este projeto, como jornalista, psicólogo, psiquiatra e escritor. O cartunista comenta que este futuro projeto será para, enfim, coroar a vida da turminha que ele criou e que tanto ama, já que cada um dos seus filhos são representados como seus personagens na história.

LEIA TAMBÉM: Doutor Estranho é confirmado em novo filme do Homem-Aranha, que iniciará gravações este mês

IPI reduzido de videogames: especialistas analisam decreto de Bolsonaro

Rafael Barreto – 8º período

0 comentário em “85 anos de Maurício de Sousa: como a Turma da Mônica é sucesso até hoje

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s