Economia

Arroz mais caro: efeitos financeiros e nutricionais para a população

Especialistas comentam de que modo o aumento no preço do grão pode impactar a vida de milhões de brasileiros

Algo que tem preocupado os brasileiros nos últimos dias foi o aumento do preço do arroz, que em determinadas regiões teve o seu valor dobrado. Essa inflação afeta a todos, mas as famílias de baixa renda, que já tinham dificuldades antes para conseguir fazer o dinheiro durar, agora sofrem mais.

Alimento vastamente consumido pelos brasileiros, o arroz é fonte de energia principalmente para a população mais pobre, que provavelmente será a camada que mais sofrerá com a subida do preço. (Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

É o caso da faxineira Penha Damiana Vitoriano, de 66 anos, moradora de Caxias. Ela afirma estar apavorada com a alta do preço, e completa dizendo que tem colocado água no feijão para render.

“Meu Deus! Disseram que foi por causa das queimadas. 5kg de arroz que era 9 reais, agora está 26 reais. Arrebentou com meu salário.”, afirma Penha.

O aumento do preço do arroz pode ser explicado pelo alto consumo devido à pandemia, na qual as pessoas começaram a consumir mais, comprar mais produtos – especialmente alimentícios – e fazer a própria comida em casa. Isso, por si só, já demandaria um aumento no preço, principalmente em um momento em que as pessoas estão ficando mais em seus lares, comprando e estocando esses alimentos básicos, como arroz, feijão, etc.

“Evidentemente o Brasil é um grande exportador também de commodities. Devido a desvalorização cambial, os preços das commodities que o Brasil produz e exporta ficaram muito baratos. Então, devido a esse ganho, visto que ao ganhar num câmbio tão desvalorizado (para comprar um dólar é preciso R$ 5,50), os exportadores e produtores de arroz acabam também atendendo a demanda externa”, explica o economista e professor Durval Meirelles.

Como já havia um aumento da procura interna das famílias brasileiras para consumo dos produtos básicos, somado ao aumento da demanda externa, houve essa alta na demanda – tanto interna como externa – fazendo o preço do arroz subir.

“Visto isso, o governo zerou as agrícolas de importação do arroz pra zero. Isso propicia um aumento da oferta externa de arroz. Então, possivelmente daqui a alguns meses, não sei se o preço vai cair imediatamente. Mas, possivelmente, se houver uma oferta grande de arroz importado, os preços estabilizam.”, completa o economista.

Agora, do ponto de vista de um profissional da nutrição, como é o caso de Alice Giem, o aumento de preço dos alimentos – especialmente o do óleo, arroz e feijão – vai impactar a alimentação da população. A base do prato do brasileiro, principalmente o de baixa renda, é o arroz e o feijão, combinação que oferece nutrientes essenciais, como carboidratos, proteínas e aminoácidos.

“Para falar sobre a substituição desses alimentos no dia a dia, temos que levar em consideração o valor nutricional, o preço do alimento e o hábito alimentar, que não é fácil de mudar tão rapidamente. O arroz, por exemplo, poderia ser substituído por tubérculos e raízes, como a batata-doce e o aipim, mas é necessária uma avaliação de cada caso, de cada indivíduo, para ver qual seria a substituição mais apropriada e a mais aceitável”, informa Alice.

O que se pode fazer agora é esperar essa situação se ajustar, visto que não há um tempo determinado para o preço sofrer uma queda ou se estabilizar. O cenário poderá variar de forma mais repentina baseado em possíveis intervenções do governo e autoridades responsáveis para controlar a inflação do alimento.

Rafael Barreto – 8º período

LEIA TAMBÉM:

https://agenciauva.net/2020/09/03/acoes-sociais-que-fazem-a-diferenca-durante-pandemia-de-coronavirus/

https://agenciauva.net/2020/08/27/alimento-de-solidariedade-para-a-fome-nao-ha-quarentena/

0 comentário em “Arroz mais caro: efeitos financeiros e nutricionais para a população

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s