Da sala de aula

Virtualização das aulas: desafio para pais e professores

Em tempos de isolamento social, também foi preciso aprender a ensinar e a participar das aulas nas plataformas on line

Os professores têm se desdobrado para realizar seu trabalho em meio ao isolamento social causado pela pandemia de Coronavírus. Para que os alunos não perdessem o ano letivo, os docentes buscaram formas de levar o ambiente da sala de aula para a web.

Tarefa que a professora Isabele Moreeuw, de 22 anos, que leciona no Curso PPJ e no Pré Vestibular Social Santo Antônio, vem realizando. Usando a tecnologia a seu favor, ela encontrou um programa no qual pudesse ver e ouvir seus alunos: “Achei o Google meet, no qual eu faço slides e comento a matéria. Faço uma lista de exercícios, mando na nossa sala no Classroom e eles me enviam as respostas”. Ela ressalta que no curso não encontrou problemas para a virtualização de suas aulas, mas que no pré vestibular foi diferente: “Tivemos ​que fazer uma pesquisa para saber se todos os alunos tinham acesso à internet e se esse acesso era bom”.

A única orientação recebida por Isabele foi de que deveria lecionar no horário indicado. A falta de informações sobre o processo de virtualização aplica-se também aos responsáveis pelos alunos, como aconteceu com Vivian Albuquerque, de 34 anos, e Rosângela Gredilha, de 31 anos. As duas mães foram informadas por aplicativos de mensagens: “Pelo whatsapp recebi a informação de que no horário de início das aulas seria enviado um link para acesso ao Zoom e que o aluno deveria estar de uniforme”, afirma Rosângela. No caso de Vivian, a escola informou somente o horário, data de início e a plataforma que seria utilizada.

Com filhos na faixa dos 10 e 11 anos, as responsáveis se preocupam com o impacto das aulas virtuais no rendimento dos alunos: “Talvez a quantidade de hora/aula e o conteúdo letivo não se enquadrem no planejamento que está sendo realizado”, confessa Vivian. Apesar disso, as mães admitem que os filhos não tiveram dificuldades na adaptação e acham as aulas online divertidas”.

As preocupações chegam também aos professores, que se dedicam para amenizar esse momento difícil: “Procuramos conversar sempre com eles e principalmente mostrar nosso rosto na webcam para que os alunos não se sintam tão distantes de nós”, diz Isabele. Mesmo forçados a se adaptar, os docentes criaram um novo método de ensino que poderá ser ampliado para melhor desenvolvimento dos alunos e do ensino. É o futuro da educação se apresentando.

*Matéria produzida pela aluna Letícia Pessôa para a disciplina Teoria e Técnica da Notícia, ministrada pela professora Maristela Fittipaldi.

Agência UVA é a agência experimental integrada de notícias do Curso de Jornalismo da Universidade Veiga de Almeida. Sua redação funciona na Rua Ibituruna 108, bloco B, sala 401, no campus Tijuca da UVA. Sua missão é contribuir para a formação de jornalistas com postura crítica, senso ético e consciente de sua responsabilidade social na defesa da liberdade de expressão.

1 comentário em “Virtualização das aulas: desafio para pais e professores

  1. Maristela Fittipaldi

    Parabéns, Letícia!!!!

Deixe uma resposta para Maristela Fittipaldi Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s