Cultura

80 anos do Batman: dos quadrinhos para a TV e videogames

Nesta segunda parte da série especial dos 80 anos do Batman, descubra as principais obras do personagem na TV e nos games

Todo grande herói dos quadrinhos acaba migrando para outras mídias em algum momento. No caso do Batman, a TV foi a escolhida para receber a primeira adaptação do personagem fora das páginas dos gibis. Séries e animações foram feitas conquistando públicos de todas as idades e não só o infantil. Além da TV, o personagem também cavou o seu espaço nos videogames.

Confira as melhores adaptações televisivas e jogos do Batman:

Batman e Robin (Série de TV)

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é 4223050.jpg-r_1280_720-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg
Série de TV foi a primeira adaptação do Batman for dos quadrinhos.
(Foto: Divulgação/Batman e Robin)

Batman e Robin é uma série de televisão exibida entre 1966 e 1968, que possui ao todo 120 episódios distribuídos ao longo de 3 temporadas. Estrelado por Adam West, no papel de Batman, e Burt Ward, como Robin, trata-se da segunda adaptação do personagem na TV.

O programa era visto como uma sátira e apresentava uma estética camp, ou seja, exagerado e teatral. É possível notar essas características no visual dos personagens que é extremante colorido, no uso de onomatopeias e em seus diálogos cheios de bordões e frases nada naturais. O tom leve da série ia de encontro com as histórias do herói na época.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é adam-west-batman.jpg
Burt Ward e Adam West interpretando seus personagens na série.
(Foto: Reprodução/Batman e Robin)

Além da presença de Adam West e Burt Ward, o elenco ainda contava com Cesar Romero na pele do Coringa. O Coringa de Romero explorava o lado cômico e humorístico do vilão se diferenciando da versão que temos hoje em dia do personagem. Romero via o seu papel dentro do seriado apenas como mais um trabalho na sua carreira, fato que o levou a não querer remover o seu bigode para a caracterização. Então, o ator usava a maquiagem por cima do bigode, o que acabou se tornando uma das marcas deste Coringa.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é ceasar-joker-batman.jpg
Cesar Romero como Coringa no programa de televisão.
(Foto: Reprodução/Batman e Robin)

A série teve uma grande importância no processo de popularização do Batman e de seu universo. A presença do personagem na televisão o colocou nos holofotes e o apresentou para um público ainda maior. Embora seja uma produção um tanto quanto datada é inegável que está entre as principais obras do morcego.

Batman: A Série Animada

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é 05-batman-the-animated-series-feed.w1200.h630.jpg
Batman: A Série Animada teve duas temporadas.
(Foto: Divulgação/Warner Bros. Animation)

Batman – A Série Animada é uma animação produzida pela Warner Bros. Animation, com 85 episódios exibidos entre 1992 e 1995. A série foi a primeira a incorporar o que seria chamado de Universo Animado da DC e conquistou 4 prêmios Emmy.

A série animada foi inspirada pelos quadrinhos de Frank Miller e pelos filmes dirigidos por Tim Burton, enquanto o seu visual se baseava no trabalho artístico de Bruce Timm. Timm, Alan Burnett e Eric Radomski ficaram a cargo do desenvolvimento e produção da animação juntamente com os roteiristas. O desenho apresentava uma estética noir e detetivesca. Sua ambientação lembrava os anos 40, como o visual do batmóvel, a presença de dirigíveis e o figurino dos personagens.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é batman-the-animated-series-featured-image-e1517501230127.jpg
Com temática noir, a animação agradava jovens e adultos.
(Foto: Reprodução/Warner Bros. Animation)

A animação também apresentou Arlequina, companheira e capanga de Coringa e a policial Renne Montoya. Além disso, promoveu releituras de outros personagens como o Senhor Frio, que recebeu uma história trágica de pano de fundo, o Cara de Barro, que virou uma fusão de todas as suas versões, e o terno preto e branco do Duas-Caras passou a ser a sua aparência comum. Todos esses elementos foram introduzidos na série e foram incorporados a mitologia do homem-morcego.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é harley-quinn-was-born-in-batman-the-animated-series.jpeg
O sucesso de Arlequina fez com que ela fosse para outras mídias.
(Foto: Reprodução/Batman: A Série Animada)

Série de jogos Batman: Arkham

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é 17a95daffb32a130cbb65feed16af4fd.jpg
Série Batman: Arkham é uma das melhores adaptações do herói.
(Foto: Divulgação/Rocksteady Studios)

Batman – Arkham é uma série de jogos produzidos pela Rocksteady Studios e Warner Bros. Games Montreal. Os jogos foram escritos por Paul Dini, escritor veterano do personagem, e contou com os retornos de Kevin Conroy e Mark Hamill, que dublaram respectivamente Batman e Coringa na série animada.

Dividida em quatro partes, a série Arkham mudou a forma como as empresas pensavam os jogos de super-heróis. Até o lançamento de Batman: Arkham Asylum, o primeiro da franquia em 2007, a maior parte dos jogos do gênero era produzida para acompanhar os lançamentos dos filmes nos quais einserampirados. Não havia ali projetos super pensados e organizados por parte dos estúdios, mas sim uma tentativa de lucrar surfando no sucesso das produções cinematográficas. Embora ainda houvesse bons jogos oriundos desta prática, como os ótimos Homem-Aranha e Homem-Aranha 2, a grande maioria pecava na qualidade.

A série Batman: Arkham possui sua própria história e a Rocksteady Studios e Warner Bors. Games Montreal tiveram o tempo e recursos necessários para desenvolver o seu universo e colocar a visão que tinham do personagem. O Batman destes jogos já está estabelecido na carreira de vigilante e toda a sua gama de vilões está presente.

A franquia também trouxe outra revolução para o mundos dos jogos com o seu sistema de combate. Baseado em combos simples e contra-ataques, o sistema era fácil de aprender, dinâmico e extremamente divertido e, por isso, ele se tornou um dos pontos altos da série. O sistema de combate se mostrou tão acertado que passou a ser referência no meio e serviu de inspiração para vários outros jogos.

LEIA TAMBÉM: 80 anos de histórias do “cavaleiro das trevas”

Breno Silva – 7° período

0 comentário em “80 anos do Batman: dos quadrinhos para a TV e videogames

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s