Jair Bolsonaro veta comercial do Banco do Brasil

Peça publicitária incentiva jovens a abrir conta através da diversidade racial e sexual 

Propaganda do Banco do Brasil  que já estava no ar desde o início de abril foi excluída após o presidente Jair Bolsonaro ter vetado o conteúdo. O vídeo de 30 segundos tinha o objetivo de incentivar jovens a abrirem contas correntes pelo aplicativo do banco por meio a representatividade racial e sexual. Após a decisão de Bolsonaro, o presidente de comunicação e marketing, Delano Valentim, foi demitido.

Em entrevista ao jornal O Globo, presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, afirma que a demissão do responsável pela comunicação e marketing da estatal foi em consenso, além disso detalhou que o veto do vídeo foi decidido entre ele e Bolsonaro.

Para o professor de Publicidade e Propaganda da Universidade Veiga de Almeida, Júlio Martins,  essa atitude não foi apropriada, já que existe o CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) que já analisa uma propagando de acordo com os preceitos éticos. “Desde os últimos anos da Ditadura Militar o governo não interfere diretamente na propaganda, cuja função é do CONAR, já que possui profissionais capacitados analisando. Vejo isso como um retrocesso”, declara.

Além disso, Júlio acredito que “o Bolsonaro tem que ter o bom senso de entender que por mais que ele seja o Presidente da República as ideologias pessoais não podem interferir circunstâncias que envolvem a todos”.

Capturar

Ausência de tarifa, ausência de anuidade: É a mensagem que o Banco do Brasil passa para o público. Foto: Reprodução/Youtube

Popularização dos bancos digitais

Com o crescimento das fintechs – bancos digitais, os jovens têm procurado abrir conta nessa nova modalidade. Neles, a pessoa não precisa ir a uma agência, tudo é feito digitalmente, além de não ter tarifas e anuidades no cartão. Com isso, os bancos tradicionais estão cada vez mais preocupados em perder clientes, principalmente os jovens. As fintechs, como Nubank, Banco Original e Inter, movimentaram, no ano passado, R$457,4 milhões em investimentos, de acordo com levantamento da iniciativa Conexão Fintech.

Veja abaixo a propaganda do Banco do Brasil:

Tainá Valiati – 7° período 

Um comentário sobre “Jair Bolsonaro veta comercial do Banco do Brasil

  1. Pingback: Procura por fintechs aumenta 120% no último ano | AgênciaUVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s