Eleições 2018: Protestos contra e a favor de Bolsonaro marcam o fim de semana

IMG_20180929_165004908_BURST001

Mulheres protestam contra declarações polêmicas do candidato, acusado de machismo Foto: Maria Carolina Martuchelli/AgênciaUVA

Neste sábado (29), o movimento de mulheres contra Jair Bolsonaro saiu das redes e tomou as ruas de diversas capitais brasileiras e em cidades do exterior. No Rio de Janeiro, a manifestação ocorreu na Cinelândia, Centro da cidade. Ainda não há estimativa oficial, mas o evento reuniu milhares de pessoas.

Segundo a estudante Yasmin Mourão, de 21 anos, a passeata serviu para que diversos grupos tivessem sua indignação ouvida. “As mulheres, negros e LGBTs têm que se unir e mostrar que têm força”, disse. O político é acusado de machismo, racismo e homofobia, devido às declarações polêmicas que deu para a imprensa.

 

 

A mobilização ocorreu de forma espontânea, principalmente através das redes sociais em grupos como “Mulheres Contra Bolsonaro”. Apesar de ter sofrido represálias online, o protesto seguiu pacífico e sem confrontos. A partir das 18h, as manifestantes seguiram em caminhada até a Praça XV, passando pela Assembléia Legislativa do Rio (Alerj). O ato se encerrou aproximadamente às 21 horas.

WhatsApp Image 2018-09-30 at 09.14.05

Movimento em apoio ao candidato à presidência reuniu eleitores na Praia de Copacabana Foto: Proner Farpa / Folhapress

Em oposição a esse movimento, eleitores de Bolsonaro também foram às ruas para demonstrar apoio ao político. Na cidade do Rio, o grupo se concentrou no fim da manhã em Copacabana e tomou uma das faixas da Avenida Atlântica, na altura do Posto 5. Os manifestantes se vestiam de verde e amarelo e cantaram o hino nacional. O Centro de Operações Rio informou que às 18h50 as pistas foram liberadas. Veja aqui o vídeo da AFP sobre esse protesto.

O engenheiro Jorge Moura, de 59 anos, é um dos apoiadores do candidato do PSL. Ele acredita que os governos de esquerda aumentaram a violência e a insegurança no país. Apesar do perfil conservador, considera que ambos os lados devem se expressar livremente. “As manifestações são importantes para defender publicamente as suas posições e também é uma forma de mostrar força”, declarou.


Maria Carolina Martuchelli / 6º período.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s