A prestação de contas eleitorais é a pauta

Na última sexta-feira, 01, a Universidade Veiga de Almeida cedeu o auditório do campus Tijuca para a realização do Seminário de Prestações de Contas Eleitorais para as Eleições 2016, que contou com a presença ilustre de Vitória Maria da Silva, presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Rio de Janeiro (CRCRJ).

O presidente do TRE, Dr. Antônio Jayme Boente, não pode comparecer, portanto, a convidada Elisabeth Viana foi à mesa representar o Tribunal Regional Eleitoral. “Nunca nesse país se ouviu falar tanto de corrupção e prestação de contas públicas”, disse Vitória, destacando a importância do evento, ao que Elisabeth endossou: “Esta área (prestação de contas eleitorais) está carente de profissionais de contabilidade”.

IMG_20160701_183940

Após a breve introdução ao Seminário, a mesa foi desfeita e o palestrante convidado, Elídio de Sousa Junior, coordenador de contas do TRE-RJ, iniciou sua fala mostrando-se muito honrado com o convite de palestrar no Seminário e também ressaltou a importância de tal evento, principalmente, levando em consideração o atual panorama brasileiro.

Elídio, ao longo de sua palestra, falou sobre os principais tópicos do trabalho do contabilista na prestação de contas eleitorais. Além disso, o palestrante também ressaltou as vantagens das parcerias entre o conselho de contabilidade e o conselho de justiça eleitoral – que foi um dos pontos tocados por Vitória e Elisabeth na fala inicial do seminário.

Outro detalhe salientado por Elídio foi como as leis e normas da prestação de contas eleitorais funcionam na prática. “A função de um advogado é tentar todos os meios possíveis para defender o seu candidato; o contabilista só tem um meio, que é o registro contábil”, esclareceu.

DSC_0020

O convidado explicou todo o processo de prestação de contas utilizando como exemplo o cenário político brasileiro desde as eleições de 2014, passando pelas eleições de 2016 até as prestações de contas eleitorais que acontecerão em 2017 e 2018. Ele aproveitou para ressaltar a resolução 23.463/2015 do TSE, que diz que todo contabilista deve fazer os registros contábeis de acordo com as premissas morais e éticas da contabilidade.

Antes de encerrar a palestra, Elídio abriu um momento para tirar dúvidas da plateia sobre diversos temas concomitantes aos tópicos discutidos durante o seminário, como o uso das notas fiscais e a importância do CNPJ – já que, sem ele, não é possível abrir conta bancária e, consequentemente, prestar contas. Logo, as explicações se tornaram um debate bem humorado acerca dos principais interesses de um contabilista.


Daniel Deroza – 3º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s