Bem-vindo ao mundo sugar

Nos últimos anos, novos tipos de relacionamento têm surgido a todo momento. Existem os relacionamentos tradicionais monogâmicos, os poliamorosos, os abertos e assim por diante, porém todos têm uma coisa em comum: pessoas se relacionam com o objetivo de suprir suas necessidades e ter benefícios mútuos, de qualquer espécie que sejam. E é neste ínterim que surge o site “Meu Patrocínio”, o qual facilita um tipo de relacionamento que já não é tão novo assim.

Trata-se do primeiro site de relacionamento Sugar do Brasil, ou seja, a rede de usuários é composta por Sugar Daddies – homens mais velhos e bem-sucedidos –, Sugar Babies – mulheres jovens e atraentes –, Sugar Mommies – mulheres maduras e abastadas – e Trophy Boys – rapazes jovens e bonitos –, e a proposta do site é permitir um melhor contato entre os interessados.

visao normal.jpg

O principal diferencial do “Meu Patrocínio” – auto apelidado de “O Pote de Açúcar” – ainda é tratado como um tabu no Brasil. A proposta da empresa é permitir um relacionamento direto e transparente, onde ambas as partes sabem o que procuram e podem falar sobre suas pretensões de maneira clara e objetiva: indivíduos jovens e belos buscam pessoas mais velhas e generosas que estejam abertas a patrociná-los.

A recomendação do site ao criar o perfil é deixá-lo o mais completo possível para que as pessoas certas sejam conectadas. Além disso, antes que um perfil seja publicado, ele passa por um período de avaliação rigorosa para que haja certeza de que nenhuma das normas da empresa será violada. Ao utilizar o filtro, o usuário pode informar suas preferências, como o tipo físico que procura, idade, e, é claro, a situação financeira, o que torna mais fácil o processo de encontrar alguém com quem se tenha maior afinidade.

Por falar sobre regulamento do site, um dos pontos mais salientados pela empresa é a total proibição de perfis que proponham apenas sexo em troca de dinheiro – qualquer um que tentar será imediatamente banido do “Meu Patrocínio”, por isso, faz-se necessária esta etapa de avaliação. Outro detalhe relevante está no fato de o uso da plataforma ser gratuito para as Sugar Babies e Trophy Boys, no entanto, os Sugar Daddies e as Sugar Mommies têm de pagar uma taxa mensal para que possam entrar em contato direto com os jovens que lhes interessam.

A criadora e CEO do “Meu Patrocínio”, Jennifer Lobo – que já foi uma Sugar Baby –, concedeu – via e-mail – uma entrevista à Agência UVA para falar mais sobre sua empresa – desde a ideia da criação, reação do público brasileiro, as críticas que o site recebeu quando foi lançado em novembro de 2015, assim como os planos para o futuro da plataforma que vem dando o que falar, principalmente nas redes sociais.

Jennifer Lobo.jpg

AGÊNCIA UVA: Como surgiu a ideia de trazer o conceito “Sugar” para o Brasil?

JENNIFER LOBO: Morei e trabalhei em Nova York por cinco anos. Em 2008, foi a primeira vez que ouvi falar de Sugar Daddies e Sugar Babies. Quando me mudei para o Brasil, vi que, aqui, os aplicativos de namoro iam muito bem, mas não havia um que desse relevância ao dinheiro e às finanças dos usuários. Decidi, então, trazer essa ideia dos Estados Unidos, onde esse tipo de ferramenta já é muito comum.

AU: No Brasil, a associação entre dinheiro e relacionamento não é discutida abertamente por ainda se tratar de um tabu; houve alguma dificuldade em implementar o site em solo brasileiro por conta disso?

JL: Somos um site de namora que incentiva as pessoas a serem e transparentes sob vários aspectos, inclusive assuntos financeiros. Uma pesquisa feita pela Serasa Experian mostra que 56% dos divórcios tem como causa as finanças, então, aqui no MeuPatrocinio.com, homens e mulheres podem e devem conversar sobre estes assuntos e alinhar todas as expectativas antes de começarem um relacionamento, assim, aumentando a chance para que dê certo.

AU: Como é o funcionamento do site, desde a criação do perfil até a interação entre os usuários? Há alguma mediação para que as regras da plataforma sejam, de fato, seguidas?

JL: As conversas dentro da plataforma são monitoradas e se houver alguma sinalização de aliciamento ou prostituição, os usuários são banidos do site. Outra coisa: se alguém estiver buscando prostituição, não permitimos. Da mesma forma, usuários podem denunciar, e, se isso acontecer, vamos suspender do site completamente.

AU: As Sugar Babies e os Trophy Boys podem filtrar os perfis que interessam a eles somente com base na condição financeira dos Sugar Daddies e das Sugar Mommies ou existem outros critérios?

JL: Para entrar na rede, é preciso preencher um cadastro com as preferências: tipo físico, comportamento, estilo, etc.

AU: A plataforma de relacionamentos “Meu Patrocínio” tem sido alvo de algumas críticas desde o seu lançamento, como acusações de machismo e facilitador de prostituição. Como a empresa se posiciona diante destes comentários?

JL: De forma alguma. Prostituição é uma transação entre sexo e dinheiro, não existe relacionamento e não há uma afinidade entre o homem e a mulher. É um trabalho. No MeuPatrocinio.com, homens e mulheres formam relacionamentos, com expectativas e afinidades. Os termos e condições do site proíbem a prostituição e monitoramos as interações no site para tomar ações (suspender) sempre que percebemos alguém buscando ou oferecendo serviços de prostituição. Também temos uma opção de “Denúncia” dentro do site onde os Sugar Daddies e as Sugar Babies podem denunciar outros usuários caso estes violem os termos e condições do site. Assim, a própria comunidade também se polícia.

AU: O que é permitido e o que é vetado aos usuários na utilização da plataforma?

JL: A nossa ideia é a transparência. Eles [os usuários] informam se são casados. Se forem casados, vai ser escolha da mulher, aceitar ou não. Não estou aqui falando se deviam ou não fazer isso. Estamos dando um lugar para as pessoas se encontrarem e serem transparentes.

AU: Quais são os planos para o futuro do “Meu Patrocínio”?

JL: Lançamos recentemente uma opção para pessoas do mesmo sexo. Futuramente, lançaremos um aplicativo. Queremos crescer e continuar esta revolução no mundo dos namoros online.

AU: Atualmente, existe uma vasta gama de sites de relacionamento na Internet; o que diferencia o “Meu Patrocínio” das outras plataformas?

JL: Nosso foco em fomentar relacionamentos honestos e transparentes sobre todos os assuntos, inclusive finanças, onde expectativas são claramente alinhadas desde o começo.

Para os interessados em conhecer melhor a plataforma de relacionamentos online “Meu Patrocínio”, basta entrar no site www.meupatrocinio.com – onde é possível criar uma conta e montar um perfil – ou ir até a página da empresa no Facebook.


Daniel Deroza – 3º período

Um comentário sobre “Bem-vindo ao mundo sugar

  1. Pingback: O mundo “sugar” – Troca de companhia por dinheiro é crime? – Por Débora Spagnol | Politica Aplicada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s