Saúde

Aumento de peso durante a quarentena gera preocupação em especialistas

4 em cada 10 brasileiros engordaram durante a pandemia

A necessidade de ficar isolado, as mudanças na rotina e o medo da infecção levam a altos níveis de estresse e ansiedade, dificultaram o processo de quarentena de muitas pessoas. Todas essas variáveis podem levar ao ganho de peso. Ao longo da pandemia da Covid-19, uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) aponta que 40% dos brasileiros tiveram um significativo aumento de peso nesse período.

A nutricionista Karen Vasconcelos alerta que para algumas pessoas a comida acabou sendo utilizada como para lidar com o estresse da quarentena, e que poucas pessoas usaram esse momento para melhorar os hábitos alimentares. “Em casos de estresse e ansiedade é comum recorrer a mecanismos que dão prazer, alimentação é um desses”, conta a nutricionista.

Além disso, a nutricionista Karen relata outros hábitos e costumes que contribuem para o sobrepeso.

” As pessoas passaram a comer em maior quantidade e em pior qualidade e somado ao sedentarismo e aumento do consumo de álcool, a consequência foi o ganho de peso”, conclui Karen.

Por isso não é difícil encontrar alguém que tenha sentido alguma diferença em seu próprio peso durante este período. A publicitária de 25 anos, Bruna Santos, conta que desde que percebeu que estava engordado, está tentando eliminar o peso de várias formas diferentes.

“Passei a trabalhar em casa e consequentemente parei de caminhar, de me exercitar indo até o trabalho. Parei de ir à academia por causa dos riscos e passei a ter mais fácil acesso a minha geladeira, fazendo com que eu ganhasse 8 quilos nessa quarentena. Agora que criei coragem de voltar a fazer algumas atividades, procurei uma nutricionista e voltei para a academia”, relata Bruna.

Se exercitar e manter uma alimentação saudável, é uma forma muito eficaz de melhorar a resposta imunológica do corpo.

A preocupação dos pesquisadores em relação às variações de peso, principalmente no caso de engordar, diz respeito à relação entre a obesidade e a Covid-19. Por causar um processo inflamatório, a obesidade dificulta a resposta imunológica do paciente ao vírus, sendo um importante fator de risco. A educadora física ,Leticia Macedo, fala da relação perigosa da obesidade com a Covid-19.

“Normalmente no Brasil já temos um quadro de obesidade que mata mais do que a fome. Com a Covid-19 temos esse público ainda como um dos mais vulneráveis para o agravamento do vírus, independente de idade e sexo, pois a obesidade deixa o organismo mais propenso a processos inflamatórios, questões cardiovasculares e complicações respiratórios”, explica Leticia.

A educadora também faz um alerta sobre o sobrepeso no Brasil, sobretudo no período atual. “A obesidade como fator de saúde pública não é algo novo, mas que após o aparecimento da pandemia começou a ser muito mais pautado, conscientizando e alertando a população sobre os problemas dessa condição”, conclui.

Beatriz Lara – 7° período

Revisão – Bárbara Souza

LEIA TAMBÉM: Vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNtech contra Covid é 90% eficaz

3 comentários em “Aumento de peso durante a quarentena gera preocupação em especialistas

  1. Pingback: Número de casos confirmados do novo coronavírus aumenta na capital do Rio de Janeiro | Agência UVA

  2. Pingback: Casos de SRAG crescem no Brasil pela primeira vez desde julho | Agência UVA

  3. Pingback: Recomendação da OMS reforça a prática de atividade física contra o sedentarismo | Agência UVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s