Geral

Volta às aulas durante a pandemia gera críticas

Após retorno, alunos, responsáveis e professores permanecem contra retomada das aulas presenciais

Alunos da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro voltaram às aulas presenciais em outubro, mas com contraposições e confusões sobre a decisão. Muito se discute sobre a volta às aulas durante a pandemia com o “novo normal” que já aplicado em diversos países.

No primeiro momento, a liberação atende apenas os alunos do 3º ano do Ensino Médio, que completaram sete meses afastados de suas escolas por conta da Covid-19, e que vão fazer as provas do Enem no próximo ano. Mesmo com toda a expectativa, segundo a Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro apenas 5% dos alunos compareceram no primeiro dia de retomada.

Neste processo, alguns resolveram se arriscar. Esse é o caso de Thiago Santos, que estuda na rede pública de ensino e cursa o último ano do Ensino Médio. O estudante conta como foi voltar às aulas mesmo com a pandemia, e com tantas mudanças.

“Os cuidados estão sendo tomados, mas mesmo assim ainda acho muito arriscado ter voltado, tem aluno que tira a máscara e esquece de colocar. A escola está tomando os cuidados necessários, com álcool e afastamento um dos outros, mas mesmo assim não depende só deles. Acho que não deveria ter voltado por enquanto”, conclui Thiago.

Como continuidade no processo de flexibilização, o âmbito educacional também precisou se adaptar com todos os protocolos sanitários necessários, como o uso de equipamentos de proteção, redução da turma e rodízios de horários. Apesar disso, dúvidas constantes e o medo permanente de ser contaminado ainda tiram o sono dos responsáveis.

Para Cristina Freitas, mãe de uma estudante de 12 anos que ainda não voltou presencialmente, é “um completo absurdo” querer que as aulas retomem neste momento. Segundo ela, mesmo com tentativas de orientações por parte da escola e dos pais, as crianças e adolescentes não tomarão os devidos cuidados.

“Sou contra a abertura, pois as escolas não se adequaram para o recebimento, e devido ao tempo afastado dos amigos muitos irão se abraçar, por mais recomendação que tenham, na hora do intervalo irão ficar sem máscara, não vão lembrar de trocar de 2 em 2 horas. Não é tão simples”, explica Cristina.

Para muitos docentes, o sentimento é o mesmo. A professora de educação infantil da Rede Pública de ensino, Mônica Nader também se coloca totalmente contra a volta das aulas presenciais. Para ela as escolas da rede pública não tem suporte para que os alunos e professores possam retomar as aulas com segurança.

“Ano letivo se recupera, vidas não. Retorno seguro, só com vacina”, afirma Mônica Nader, Professora da Rede Pública de Ensino.


“Será um grande erro expor a vida dos profissionais da educação, alunos e seus familiares. As crianças podem não enfrentar grandes riscos em relação a doença, mas são vetores. Todos os dias centenas de profissionais, pais e alunos terão que se deslocar, muitas vezes através de transporte coletivo para ir e vir”, completa a professora.

Beatriz Lara – 7° período

Revisão – Bárbara Souza

LEIA TAMBÉM: Vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNtech contra Covid é 90% eficaz

2 comentários em “Volta às aulas durante a pandemia gera críticas

  1. Pingback: Bondinho Pão de Açúcar cobra ingresso de apenas R$1,00 para aniversariantes da quarentena | Agência UVA

  2. Pingback: Eleição no Vasco é marcada por polêmicas | Agência UVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s