Educação

Estudantes convivem com o desafio de decidir qual carreira querem seguir

Pesquisa da Cedaspy Professional School evidencia que 60% dos jovens estão indecisos quanto ao futuro profissional

Os jovens que desejam ingressar na universidade enfrentam os desafios da escolha da carreira. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) representa uma das principais formas de acesso ao ensino superior e candidatos de todo o país farão neste domingo (10) a segunda etapa da prova que contempla as áreas de Ciências da Natureza e Matemática.

Junto a preparação para realizar o exame surgem os dilemas de decidir a profissão. A aluna do 2° ano do Ensino Médio, Ana Beatriz Gomides revela que já escolheu seu curso de preferência. “Quero fazer enfermagem, porque gosto de cuidar das pessoas. Comecei a pensar agora no Ensino Médio, porque acho que é o momento em que precisamos saber o que queremos fazer”, aponta a estudante.

Entretanto, esta decisão, muitas vezes, pode ser complexa e colocar os jovens em dúvida sobre seus próximos passos após o Ensino Médio. É o que evidencia a pesquisa realizada pela rede de escolas de capacitação e profissionalização, Cedaspy Professional School (CPS), durante a Expo CIEE 2019. Segundo o estudo, 60% dos jovens ainda têm dúvida quanto ao seu futuro profissional.

Este já foi o caso da estudante Jade Carvalho, que atualmente pensa em cursar psicologia, mas afirma que já se interessou por outras profissões e ficou confusa durante a adolescência. “Demorei um pouco para entender o que eu queria. Antes, eu queria medicina, depois, eu quis biomedicina e então depois eu decidi psicologia, porque eu tive contato com muitos psicólogos e acabei gostando bastante da profissão”, conta a aluna do 3° ano do Ensino Médio.

Aluna do 3° ano do Ensino Médio teve dúvidas para decidir qual profissão quer exercer. (Foto: Júlia Reis/Agência UVA)

A pesquisa realizada pelo CPS ainda revela que 40% dos jovens indecisos têm dúvida entre áreas completamente distintas. Tal constatação também engloba a realidade de Jade. “Desde pequena, eu tenho muito contato com a dança. É uma das minhas paixões e já até pensei em fazer faculdade nesta área, mas conversei com a minha mãe e devo me dedicar a psicologia e apenas fazer aulas de dança. Vou tentar conciliar os dois”, comenta a aluna.

Jade atribui este desafio de escolher uma profissão a sua pouca idade e, devido a indecisão, revela que não irá para a universidade logo após finalizar seu período escolar. “Acho que ainda é um pouco de pressão ter que tomar essa decisão agora com 18 anos. Somos novos ainda, por isso eu decidi ter um ano para mim, para eu pensar e realmente decidir o que eu quero”.

Júlia Reis – 6º período

0 comentário em “Estudantes convivem com o desafio de decidir qual carreira querem seguir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s