Cultura música

Bossa Nova: o legado de João Gilberto para a música mundial

Do Brasil para o mundo, João Gilberto foi um dos grandes responsáveis por colocar a música brasileira em um patamar elevado no cenário internacional

Do Brasil para o mundo, João Gilberto foi um dos grandes responsáveis por colocar a música brasileira em um patamar elevado no cenário internacional

Morreu no último sábado (6), aos 88 anos de idade, o cantor e compositor brasileiro João Gilberto. Ele, que já enfrentava problemas de saúde há algum tempo, morreu na própria casa no Leblon, no Rio de Janeiro, e teve o corpo velado na segunda-feira (8) no Theatro Municipal do Rio.

Considerado o pai da Bossa Nova, João Gilberto reinventou a música brasileira no final dos anos 50, com uma mistura de samba e jazz. O primeiro LP, “Chega de saudade”, foi lançado em 1959 e contou com muitas composições de Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Pouco tempo depois, em 1961, já estavam concluídos os outros dois álbuns que, juntos com o primeiro, mostrariam o novo estilo para o mundo: “O amor, o sorriso e a flor” (1960) e “João Gilberto” (1961).

Em 1962, a Bossa Nova foi reconhecida e consagrada internacionalmente, após João Gilberto, Tom Jobim e outros músicos brasileiros participarem de um histórico concerto no Carnegie Hall, em Nova Iorque. Desde então, o estilo é referência de qualidade para músicos de todo o mundo.

João Gilberto
João Gilberto no Carnegie Hall em Nova Iorque, em 2004.       (Foto: AP/reprodução)

Para o pianista e compositor Gustavo Ballesteros, uma das maiores contribuições de João Gilberto para a música brasileira foi a simplicidade. Em oposição aos cantores da época, que eram bastante influenciados pelo canto lírico, ele introduziu um canto mais natural, intimista e próximo da fala.

Ele foi um intérprete diferenciado e influenciou praticamente todos os cantores brasileiros que vieram após ele, dentro e fora da Bossa Nova”, afirma Gustavo.

Apesar de ter nascido de jovens músicos de classe média alta do Rio de Janeiro, e ter ficado marcada como “música para a elite”, fora do Brasil a Bossa Nova era um dos estilos mais ouvidos do mundo. Prova disso é que a música “Garota de Ipanema”, composta por Tom Jobim e letrada por Vinicius de Moraes, em 1962, é a segunda música mais tocada na história, perdendo apenas para “Yesterday”, dos Beatles.

Dono de um legado inegável, João Gilberto, que ganhou o primeiro violão do pai aos 14 anos, agora, vive em outras vozes.


Thatiana Cordeiro – 6º período

 

0 comentário em “Bossa Nova: o legado de João Gilberto para a música mundial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s