Eleições 2018: Haddad é anunciado como substituto de Lula

Populares e especialistas comentam a confirmação do presidenciável petista nas Eleições 2018

As eleições presidenciais ganharam um novo capítulo nesta terça-feira (11). Fernando Haddad foi confirmado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) como candidato, dez dias após a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que rejeitou a candidatura do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba acusado de lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Haddad, que seria o vice de Lula caso o ex-presidente pudesse participar das eleições, será o candidato do PT à presidência e terá Manuela D’ávila, do PCdoB (Partido Comunista do Brasil), como candidata a vice-presidente.

Veja o que alguns especialistas e populares disseram a respeito do anúncio:

Guilherme Carvalhido, cientista político e professor de Marketing Político / TV UVA Notícias

Guilherme Carvalhido, cientista político, fala da possibilidade de Haddad ir para o segundo turno, ao lado de Bolsonaro Foto: TV UVA Notícias

“Se houver uma razoável transferência de votos de Lula, Haddad ganha a possibilidade de ir para o segundo turno com Bolsonaro. Veremos como Alckmin, Marina e Ciro irão reagir na propaganda para combater o crescimento do petista” – Guilherme Carvalhido, cientista político e professor de marketing político.

IMG_4877

Foto: Camilla Castilho/Agência UVA

 

“Se o Lula está preso, é porque algo está errado. Acho que ele tem que ser afastado mesmo pra dar vaga para outro candidato. Mas não acho que esse novo candidato vai ser eleito. O povo é cego, fica na mesmice.”– Mariana Lacerda, atendente, na foto ao lado.

 

IMG_4881

Foto: Camilla Castilho/Agência UVA

“Não sou contra nem a favor do Lula, mas a pessoa que o substituir tem que seguir o que ele fez de bom. Não dá para negar que o Bolsa Família, que é mal visto no Sul e no Sudeste, trouxe muitos benefícios para as regiões Norte e Nordeste, onde se concentra a maioria dos eleitores do PT. Mas acho difícil outra pessoa ganhar as eleições depois do atentado contra o Bolsonaro. Se fosse o Lula em si, provavelmente iria ganhar – ele tem muito carisma.” – Eduardo Marques, estudante de Engenharia Civil (ao lado).

 

IMG_4878

Foto: Camilla Castilho/Agência UVA

 

 

“Eu não costumo votar mais, mas se votasse não votaria no Lula. Ele prejudicou muito os aposentados, e se fosse boa pessoa não estava preso. Hoje é muito difícil achar um candidato que queira fazer o bem. Os políticos não querem ajudar, não olham pelo povo”. – Luiz Thoze, aposentado (ao lado).

“Muitas pessoas vão fazer um voto pela proposta política do PT e não apenas um voto útil, então, tendo isso como princípio, o Haddad pode herdar os votos do Lula. Mas também sabemos que muita gente nem o conhece como político. É importante que estejamos atentos a possíveis manipulações na divulgação das pesquisas de intenção de voto” – Elisa Goldman, doutora em História e professora universitária. 

“Apesar de o Lula não poder se eleger, vão prevalecer as vontades do PT e dele próprio. Mesmo que as pessoas transfiram o voto para esse novo candidato, não acho que ele tem chances de ganhar, mas o Lula com certeza teria.” – Jéssica Lourenço, assistente administrativa.


Camilla Castilho – 8º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s