Últimos dias para ver a polêmica exposição “Queermuseu”

Mostra se encerra neste domingo, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, na Zona Sul do Rio.

Polêmica: palavra fundamental para compreender a trajetória da exposição “Queermuseu: cartografias da diferença na arte brasileira”. Inicialmente planejada para ser uma exibição fixa no espaço Santander Cultural, em Porto Alegre, a mostra foi cancelada um mês antes da data prevista, no ano passado. O cancelamento aconteceu devido a protestos que a acusavam de incitar a pedofilia, a zoofilia e a blasfêmia. Grupos religiosos e representantes do Movimento Brasil Livre (MBL) fizeram parte das manifestações e utilizaram as redes sociais para pedir o fim da mostra.

Queermuseu-Parque-Lage

Após ser vetada no MAR, “Queermuseu” é exibida no Parque Lage, Zona Sul do Rio de Janeiro Foto: Andressa Gabrielle / AgênciaUVA

Ela seguiria então para o Rio de Janeiro, aportando no Museu de Arte do Rio (MAR). Antes que isso acontecesse, porém, o prefeito e bispo evangélico Marcelo Crivella vetou a exposição, declarando que ela só aconteceria “no fundo do mar”.

Queermuseu-Jesus-Shiva

Obra “Cruzando Jesus Cristo com Deus Shiva” do artista Fernando Baril Foto: Camilla Castilho/AgênciaUVA

O Parque Lage, famoso ponto turístico do Rio e sede da Escola de Artes Visuais (EAV), se dispôs a ceder espaço para a mostra e lançou uma campanha de financiamento coletivo que quebrou recordes. A meta de R$ 690 mil foi ultrapassada: mais de 1.500 pessoas participaram da “vaquinha virtual”, arrecadando mais de R$ 1 milhão. O dinheiro arrecadado possibilitou não só que o público pudesse ver as obras, mas também financiou debates, projetos educativos e até a reforma das Cavalariças, local que abriga a mostra.

Queermuseu-Criança-Travesti

A artista Bia Leite assina a obra “Travesti da Lambada e Deusa das Águas” Foto: Leticia Heffer / AgênciaUVA

Espalhados pelos três ambientes estão 264 trabalhos de autoria de 85 artistas brasileiros. A lista de nomes é diversa e passa desde Cândido Portinari à Lygia Clark. A questão da identidade de gênero, foco principal da “Queermuseu”, é perpassada por representações religiosas, arte moderna e muita diversidade. Há esculturas, pinturas e colagens, além de vídeos e cartazes. É visível a sensação de protesto que a própria mostra traz e que algumas das obras expõem.

Para o estudante Victor Garrel, de 17 anos, a exposição é importante por expor a cultura queer. “É necessário dar visibilidade a esse tipo de arte, que foge dos padrões artísticos e das normas comportamentais. Eu gostei da sensação de me ver representado em algum lugar”, conta ele. O próprio nome da mostra serve a esse propósito.

O termo queer costumava ser uma forma pejorativa de se referir a pessoas LGBT, foi revisto e passou a ser usado por elas para designar a própria orientação sexual. De certa forma, acabou se tornando protesto. “A exposição se tornou um jogo político, pois houve uma virada epistemológica depois que foi censurada. No início não foi imaginada como resistência, mas sim como uma dissidência dos corpos”, explica Matheus Morani, de 21 anos, estudante de História da Arte e um dos educadores da mostra.

Queermuseu-Amnésia

Escultura do artista Flávio Cerqueira chamada “Amnésia” Foto: Leticia Heffer / AgênciaUVA

A “Queermuseu” pode ser incômoda para alguns, mas talvez aí se dê parte de seu sucesso. A exposição fica em cartaz até 16 de setembro e pode ser visitada de segunda à sexta, das 12 às 20 horas e nos fins de semana e feriados, das 10 às 17 horas.
O Parque Lage fica na Rua Jardim Botânico, número 414, na Zona Sul do Rio.

Andressa Gabrielle, Camilla Castilho e Leticia Heffer – 8º, 8º e 7º períodos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s