Matheus Borges tem um sonho… um sonho olímpico em um esporte amador

Disputar as olimpíadas é o sonho de todo atleta profissional. Poucos são os que conseguem realizar esse desejo em um mundo de milhares de atletas. Se você praticar um esporte que no seu país ainda é amador, esse sonho pode ficar ainda mais distante, mas não é o caso de Matheus Borges, 24 anos, atleta da seleção brasileira de hóquei sobre grama.

O hóquei é um esporte totalmente amador no país, mas em 2017 foi quebrado o recorde de equipes participando do campeonato nacional: nove. Todos os atletas tiram dinheiro do próprio bolso para praticar o esporte, que não é barato devido aos equipamentos. Matheus conheceu o esporte no Pan Americano de 2007, no Rio de Janeiro. Ele morava na Vila Militar, bem próximo ao único campo oficial do esporte no país, foi ao estádio e se interessou pelo esporte, mas não fazia ideia de como praticar.

matheus borges

Desde pequeno Matheus sempre se interessou por esportes: estudou no Colégio Militar, praticou desde ginástica de trampolim até esgrima. Mas suas paixões eram os esportes mais populares, como futebol e basquete. Depois de conhecer o hóquei, chegou a ir três fins de semana seguidos ao campo na esperança de encontrar alguém para praticar, mas sem sucesso. Por sorte do destino, a Confederação Brasileira de Hóquei sobre Grama levou o esporte ao seu colégio, e aí começou a prática.

O jovem teve facilidade em aprender e logo se destacou entre os demais: foi convocado para a seleção brasileira sub-21 em 2008, com apenas 15 anos. Com 16 chegou à seleção adulta e de lá nunca mais saiu. Foi difícil para a família perceber que esse era o seu sonho. “Minha família demorou um pouco a entender que eu ia levar esse esporte como minha vida, mas depois que comecei a viajar eles viram que era realmente sério”.

Em 2012, Matheus tatuou os anéis olímpicos no antebraço. Seus amigos e familiares acharam um equívoco, já que ele ainda não havia participado da competição, assim como a seleção brasileira de hóquei também não, mas Matheus é determinado. “A tatuagem representava, além da minha vontade de jogar nas Olimpíadas, o tempo que eu entreguei da minha vida a esse objetivo”.

Mesmo sendo sede das Olimpíadas de 2016, o Brasil não tinha a classificação garantida para os jogos. Para isso, era necessário ficar em 6º lugar nos Jogos Pan Americanos de Toronto, em 2015. E a classificação veio. Matheus foi um dos destaques da seleção, que conseguiu o improvável, o Hóquei sobre grama, esporte amador no país, conseguiu uma vaga nos Jogos Olímpicos – Rio 2016.

A partir de então, a vida dele e de seus companheiros mudou. Eles viraram uma família. “Dá para escrever um livro. Nós moramos praticamente juntos de 2014 até 2016. Estivemos em vários países durante esse tempo, como Holanda, Irlanda, Portugal, Bélgica, Escócia e Argentina. Tudo para treinar para as Olimpíadas”.

O grande momento havia chegado. A delegação de hóquei foi a primeira a chegar à Vila Olímpica para se hospedar e os atletas aproveitavam cada momento. Os resultados não foram os melhores, o que já era de se esperar, pois a equipe enfrentou fortes seleções como as da Espanha, Bélgica, Alemanha e Grã-Bretanha, onde o esporte é profissional como qualquer outro. Matheus explica a importância dessa participação: “Foi a introdução do hóquei brasileiro para o mundo. Além de ter sido uma experiência única, ainda mais sendo no Brasil, a emoção de representar seu país é inexplicável”.

Depois das Olimpíadas, Matheus continua se dedicando ao seu time, o Carioca Hóquei Clube, pelo qual já foi três vezes campeão brasileiro e duas vezes vice, e se preparando com a seleção brasileira para as competições classificatórias para Tóquio 2020. Todo esse empenho teve seus méritos reconhecidos. Além de artilheiro do campeonato brasileiro por diversas vezes, ele ganhou o prêmio Brasil Olímpico duas vezes e espera ser um exemplo para quem queira conhecer o esporte.


Reportagem de João Pedro Isidro Fonseca para a disciplina Projeto Interdisciplinar de Jornalismo Impresso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s