O que Luiza Souza quer?

Da pequena cidade de Mendes, interior do Rio de Janeiro, para se tornar digital influencer. Foi criando um perfil no aplicativo de redes sociais Instagram que Luiza Maria de Souza Nascimento, de 23 anos, percebeu a mudança em sua vida. Conhecida por seu blog “Aí, eu quero!”, a jovem estudante de Engenharia Civil conta como é ter um espaço virtual que lida diretamente com o mundo real.

Luiza sempre deu dicas sobre conseguir os melhores preços em roupas, maquiagens, acessórios e serviços para as amigas do interior do Rio de Janeiro por um grupo de WhatsApp. E foi assim que surgiu a ideia de ter um blog para ajudar todos que precisassem de dicas. “Sempre gostei de compartilhar coisas boas. Se alguém elogiasse minha roupa eu já falava o preço da roupa, dava o endereço da loja, a forma de pagamento, o cupom de desconto e tudo que tinha direito”, conta a jovem com bom humor.

Uma menina que se diz dedicada, amiga e sincera, assim como ansiosa, orgulhosa e perfeccionista, Luiza percebeu que em seu caminho, nem tudo seria fácil. Ao necessitar fazer uma cirurgia para corrigir o posicionamento da mandíbula e do maxilar, a estudante de Engenharia Civil viu sua autoestima ir por água abaixo. “Alguns dias depois pensei: eu posso ser útil mesmo estando assim! E comecei a dar dicas dentro de casa mesmo. Desde então, não deixei a peteca cair”. Luiza afirma que seu blog foi um alívio para esse momento, principalmente por saber que recebia todo apoio de suas seguidoras. “Posso dizer que o “Aí, eu quero!” me deu muita força no pós operatório. Eu me sentia uma feia, mas uma feia útil. Então, tudo valia a pena”.

Realizada por ajudar suas seguidoras de alguma forma, Luiza só queria ser a moça que andava de patins no shopping quando pequena, e por mais criativa que fosse, a jovem nunca se imaginou indo tão longe. Ela relata que muitas vezes tem dúvidas se ela realmente é uma blogueira, já que isso nunca havia passado por sua cabeça e não foi decidido por ela. Quando se deu conta, as pessoas já a viam como tal. “Me vejo só como a garota que dá dicas. Eu me sinto tão normal, tão à vontade fazendo meu blog que é como se eu estivesse conversando com o meu grupo de amigas no WhatsApp”.

unnamed (1)

Conhecida nas plataformas digitais por ser franca diante de tudo que divulga, Lu garante que nunca faria divulgação de algo que não gostasse ou não indicasse. “Eu conquistei uma credibilidade muito grande junto às pessoas e eu não consigo indicar algo que eu não ache legal. Chocolate, por exemplo, eu não como de jeito nenhum, não gosto. Eu já aviso a marca. Nunca teve e nem vai ter um vídeo de recebido elogiando um chocolate só porque me mandaram”. Apesar de Lu não gostar de chocolate, a jovem sempre ajudou a mãe, Luzinete de Souza Nascimento, de 56 anos, a fazer doces.

Com o crescimento do seu blog, Luiza também fez divulgação de sua mãe para ajudar. Afinal, Dona Nete, como é conhecida por todas as seguidoras do “Aí, eu quero!”, sempre foi uma guerreira. “Ela trabalha desde os 6 anos, foi aposentada por invalidez devido a um câncer que teve há quinze anos, mas mesmo assim nunca parou de trabalhar”, conta com muito orgulho.

unnamed

A reação das pessoas que fazem parte do seu convívio foi inusitada. Afinal, Luiza virou representante de marcas e, de repente, havia pessoas se intitulando fãs do trabalho que ela realizava. “Minha família e amigos achavam super estranho, para eles eu sou só a Lu Louca”, relata a jovem, que garante que para fazer a família entender o motivo de todo esse carinho gratuito foi uma luta.

Para sua mãe, Luiza só estava passando muito tempo no celular, e essa foi a parte mais difícil, porém, a jovem conversou com Dona Nete e explicou toda a situação. “Quando minha mãe finalmente entendeu, amou e ficou toda orgulhosa. Outro dia encontraram com ela no mercado, pediram foto e ela simplesmente trouxe a menina aqui em casa para me conhecer pessoalmente”. Hoje, Luiza reconhece que sua mãe é a maior divulgadora do trabalho que faz, já que sempre que encontra algum conhecido faz questão de falar da filha e de como Luiza sempre mostra dicas interessantes.

unnamed (3)

No começo de seu blog, a jovem não esperava que fosse haver nenhum retorno. Mesmo com sucesso, Luiza pretende conciliar a carreira de Engenheira Civil com seu Instagram, apesar de ainda não saber como. Por ter sido pioneira no Instagram criando um perfil somente para divulgar promoções, confessa que já pensou em desistir de tudo. “A primeira vez foi quando as coisas ficaram bem difíceis aqui em casa e eu precisei vender meu celular. Eu não tinha nem o dinheiro da passagem para ir atrás de conteúdo”, conta. “Já a segunda foi quando eu percebi que nesse mundo digital existe muita inveja e picuinha. Hoje consigo ignorar”.

A dona do “Aí, eu quero!” não sentiu medo da exposição que o blog traria para sua vida e faz questão de mostrar exatamente o que ela é, mas garante que conciliar sua vida pessoal com o blog é um desafio diário. Afinal, Luiza sente que o blog é o que mais a consome. “Tudo que vejo, toda experiência que tenho, já penso em compartilhar. Mas tive que parar e planejar meu dia, separar um horário para cada coisa”. Com isso, a jovem começou a fazer os posts no caminho, no intervalo, no almoço ou em qualquer momento que sentia que poderia dar atenção ao seu xodó e a suas seguidoras. “Com amor e jeitinho, tudo tem uma solução”.

Hoje, suas seguidoras ultrapassam quarenta e dois mil no Instagram e Luiza tem mais de dois mil e duzentos posts de dicas e achados compartilhados. Para comemorar o sucesso de seu blog, a dona dos achados organizou um coquetel para agradecer as suas “filhas”, como chama suas seguidoras, e precisou correr contra o tempo, já que tinha apenas um mês para deixar tudo do jeitinho que ela queria.

O evento foi realizado num espaço pequeno, cedido por um amigo. “Eu queria todas as marcas e seguidores comigo, mas como convidar vinte e cinco mil pessoas (na época, Luiza possuía essa quantidade de seguidoras) para uma festa?”. A confirmação de presença online foi necessária, já que Lu organizou as comidas, bebidas e fez questão de fazer um brinde para cada pessoa que fosse ao evento. Na lista online, havia quatrocentos nomes confirmados até a semana do coquetel.

Para surpresa da blogueira, o evento contou com mais presenças. “Eu achava que não iria nem metade, de verdade! No dia eu pedi a assinatura de todos que foram e no fim tinha muito mais que 700 assinaturas”, conta empolgada e com emoção. “Passou um filme na minha cabeça. Foi incrível, uma energia incrível, lindo demais. Depois desse evento eu sai renovada, com mais gás para fazer o blog”. Desde então, Luiza busca fazer seu trabalho para quem realmente gosta e a acompanha.

A jovem que adora estar com os amigos nas horas vagas teve sua vida virada de ponta a cabeça com um sucesso de Instagram, mas, apesar disso, nunca deixou de ser quem ela é ou agiu de forma que não queria. Sonhadora, mas sem tirar seus pés do chão, Luiza alerta que só desejar que as ações aconteçam não adianta. “Nunca desista dos seus sonhos. Corre atrás, faz por onde, um dia o reconhecimento vem, me sinto muito abençoada e sou muito grata por tudo”, finaliza, emocionada.


Reportagem de Maria Gabrielle Gama para a disciplina Projeto Interdisciplinar de Jornalismo Impresso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s