Publicidade em foco na UVA

A “Mostra de Publicidade UVA 2016” aconteceu ontem, dia 17, no auditório do campus Tijuca. O evento, que foi aberto com a apresentação do grupo de improviso “Os Cauabangas”, também contou com um concurso, no qual os melhores trabalhos de alunos da área seriam premiados mediante a opinião do corpo docente, discente e dos funcionários da UVA no final do dia. A urna para a votação permaneceu no auditório durante toda a cerimônia. Os produtos que estavam concorrendo foram exibidos na tv corporativa e no telão do próprio auditório.

A primeira mesa de debates, mediada pela professora Ediana Avelar, recebeu o publicitário Lula Vieira, sócio-diretor do Grupo Mesa, com mais de 300 prêmios de propaganda; eleito Publicitário do Ano por três vezes pela Associação Brasileira de Propaganda, membro do júri do Festival Brasileiro de Propaganda e ex-jurado do Festival de Cannes. A conversa contou ainda com a presença de Romuando Ayres, apresentador do programa de rádio Marketeria e Paulo Contijo, que desde 2010 é locutor do programa Em Branco, talk-show de empreendedorismo transmitido pela Rádio Roquette Pinto.

Paulo iniciou a fala enfatizando o modo como as inovações chegam ao mercado. “Cabe muito à geração de vocês trazer as inovações. E é importante ressaltar que as características de quem quer empreender dizem respeito à adaptabilidade. O mercado estava estagnado e algumas pessoas propuseram inovações e isso foi fundamental para gerar um novo movimento”.

20161017_102745

Início do primeiro debate. [foto: Laís De Martin/Agência UVA]

O depoimento de Lula foi seguido pelo de Romualdo, que ressaltou que a inovação precisa ter foco. “Não há motivo para empreender se não houver um objetivo, um foco. Seja qual for a área de atuação, é necessário um direcionamento. É um tremendo desafio inovar em um período de grandes mudanças como o que atravessamos. Não sabemos para onde caminhamos. Há 15 anos atrás, nem o mais criativo dos sujeitos pensaria em empreender e hoje este cenário se modificou bastante. No entanto é preciso prudência. O empreendedorismo está sendo banalizado e glamourizado excessivamente. Parece que tudo vai muito bem”.

Ao fim, Lula comentou os rumos do mercado: “Nós não sabemos para onde vamos e nem o caminho a ser percorrido, o que significa uma valiosa oportunidade para quem quer se arriscar. Skakespeare tinha mais desafios que os autores de hoje, mas a diferença fundamental era seu conhecimento sobre a alma humana. Ele sabia escrever sob essa circunstância. Não há como obter conhecimento em grande escala. É preciso conhecer profundamente a cabeça do outro, sua linguagem”.

Em sequência, foi realizada outra mesa de debates também mediada pela professora Ediana Avelar, com a presença de Rafael Arraes, diretor de criação e planejamento estratégico da Dream Factory, empresa do Grupo Artplan. Rafael, atuando há 10 anos na agência, desenvolveu projetos de ativação de marca para algumas das maiores empresas do país, incluindo Nissan, Coca-Cola, Ambev, Samsung, Souza Cruz, Volkswagen, Heineken e Oi. Ana Decache, diretora de contas da Artplan também contribuiu com a discussão em torno das estratégias de publicidade utilizadas no maior evento de rock do mundo, o Rock in Rio.

Rafael esclareceu como o evento comercializa as cotas de patrocínio. “Ao disponibilizar seu espaço e a força de sua marca, o Rock in Rio provoca nas empresas a necessidade de traduzir a marca através de experiências e esse é um enorme desafio. Para o patrocinador querer associar sua marca com a do evento, é necessário ser um excelente asset”.

Ana, durante a abordagem, comentou como é a dinâmica da comunicação de um evento deste porte. “Como é uma marca de nome forte, precisamos ativar a comunicação. Eleger os assuntos e iniciar um processo de comunicação dinâmica e ininterrupta. Começamos um ano antes com o propósito de deixar as pessoas muito ligadas ao festival. Como o intuito é a venda de ingressos, geramos uma forte publicidade one-to-one, através do conteúdo digital. Focamos na assessoria de imprensa e mais próximo ao festival divulgamos as bandas, e na sequência publicamos uma série de assuntos com um viés mais social”.

Na parte da tarde, duas oficinas foram ofertadas aos alunos interessados. A primeira, intitulada de “A construção e o fortalecimento de uma marca Oficineiro”, foi ministrada por Paula Malamud, Sócia fundadora da agência Imaginatto Design e Comunicação em 1998; Coordenadora de projetos de branding, comunicação, design e marketing para diversas empresas. Já a segunda, chamada de “Live Marketing: Tendências para o mercado Oficineiro”, contou com a participação de Luana Lima, Bacharel em Publicidade e Propaganda pela UVA, com especialização em cursos de Live Marketing, Produção Executiva e Gestão Estratégica de Eventos. Atualmente é produtora da Dream Factory, onde teve a oportunidade de atuar em projetos como Carnaval de Rua do Rio.

A parte do evento mais aguardada aconteceu à noite, no qual além da palestra de Gustavo Bastos – que foi eleito Publicitário do Ano 2005 pela ADVB e, segundo uma pesquisa feita pela revista About, em 2004, ele figura na lista dos melhores Diretores de Criação do Brasil – aconteceu também a entrega dos prêmios dos alunos de publicidade e homenagens às pessoas que participaram do evento.


Laís De Martin- 8º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s