Cinema

Inovando sem desrespeitar os mais velhos

220036.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxxEm tempos que o boxe volta a ganhar espaço nas telonas, como em Nocaute (Southpaw), o jovem diretor Ryan Coogler decide apostar todas as fichas em uma ideia um tanto quanto perigosa. Pode parecer maluquice para alguns pensar em investir na uma continuação para saga do pugilista mais famoso do cinema, mas o cineasta provou que Rock Balboa tem uma história muito boa para ficar presa no passado. Eis, então, “Creed – Nascido Para Lutar”, uma espécie de Spin- off da franquia original. O longa estreia amanhã (14) em todo o Brasil.

Para conseguir sucesso em seu trabalho, o diretor teve que reviver as características da saga clássica e implementar elementos para trazer a história para o tempo atual. Dito e feito. Durante 133 minutos, a obra consegue ativar um sentimento nostálgico nos fãs e surpreende-los com atitudes e situações típicas de um jovem do século XXI.

Pela sétima vez Sylvester Stallone dá vida ao velho Rocky. Ênfase para o “velho”. A interpretação foi tão perfeita e emocionante, que acabou rendendo o prêmio do Globo de Ouro, na categoria de melhor ator coadjuvante, para o americano. Michael B. Jordan também se destaca no papel de Adonis Johnson, filho de Apollo Creed.

Diferente dos antigos filmes, a premissa desta obra tem uma leve alteração. Enquanto Rocky competia para dar voz aos imigrantes brancos e operários moradores da Filadélfia, Adonis luta para recuperar o orgulho perdido por conta de problemas familiares. Ele abre mão de uma vida luxuosa em Los Angeles para morar e treinar com Balboa, para um dia, quem sabe, se tornar um grande campeão.

Além de um roteiro muito bom, Ryan agrada como diretor. Usando e abusando de planos-detalhe e outras técnicas cinematográficas, o jovem diretor da uma dinâmica diferente para obra. A parte mais impressionante é a segunda luta de Adonis, em que o diretor filmou todos os rounds em um longo plano-sequência (sem cortes) e deixou o combate muito mais real do que normalmente parece.

Sem dúvidas o filme Creed – Nascido Para Lutar agradará os fãs. Tanto os mais antigos, que acompanharam a carreira de Rock Balboa, como – principalmente – para os mais novos, que crescem em uma época que a ostentação domina os ringues. Esse filme servirá para ensinar a verdadeira essência do boxe, a arte marcial mais nobre de todas.


Iago Moreira- 4º Período

Agência UVA é a agência experimental integrada de notícias do Curso de Jornalismo da Universidade Veiga de Almeida. Sua redação funciona na Rua Ibituruna 108, bloco B, sala 401, no campus Tijuca da UVA. Sua missão é contribuir para a formação de jornalistas com postura crítica, senso ético e consciente de sua responsabilidade social na defesa da liberdade de expressão.

1 comentário em “Inovando sem desrespeitar os mais velhos

  1. Pingback: A intenção até que foi boa, mas… |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s