Sociedade

Bares ocupam calçadas e dificultam passagem

Bares prejudicam passagem

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Andar nas calçadas do bairro da Tijuca está se tornando, a cada dia, uma tarefa mais difícil, tanto para os moradores quanto para as pessoas que estão somente de passagem pelas ruas. Esse problema é causado, na maioria das vezes,  por parte dos donos dos bares da localidade que, insistentemente, continuam utilizando parte das calçadas com suas mesas e cadeiras, impedindo a passagem dos pedestres.

A aposentada Maria Quitéria, 77 anos, afirma que andar nas calçadas, principalmente nos fins de semana, é uma tarefa impossível e difícil de ser feita. Ela acha um abuso ter que se arriscar no meio da rua, afinal já não tem mais a habilidade de um jovem.

Embora a fiscalização dessa imprudência seja feita regularmente por agentes da prefeitura, os donos dos bares continuam sem respeitar as demarcações e acabam por invadir um território público que não deve ser escravo do comércio irregular.

O dono de um bar na localidade, Juarez de Souza, 37 anos, admite que descumpre a lei, mas necessita desse público extra para sobreviver. “Sei que estou errado e que na maioria das vezes acabo atrapalhando o trânsito dos pedestres, mas tenho que trabalhar e preciso desses clientes para pagar as minhas contas no final do mês”.

Em contrapartida, o engenheiro Flávio Barros, 54 anos, portador de necessidade especial, encontra muitas dificuldades para caminhar por essas calçadas. Ele diz que é um absurdo não somente o limite excedido pelos bares, como tambéma poluição ambiental, provocada pelo barulho, restos de comida e bebidas deixadas pelo chão. O engenheiro ainda questiona: “Onde está o Poder Público nessas horas, para garantir meu direito de andar pelas calçadas livres e bem cuidadas?”.

Carolina Marques – 6° período – Oficina de Jornalismo

Agência UVA é a agência experimental integrada de notícias do Curso de Jornalismo da Universidade Veiga de Almeida. Sua redação funciona na Rua Ibituruna 108, bloco B, sala 401, no campus Tijuca da UVA. Sua missão é contribuir para a formação de jornalistas com postura crítica, senso ético e consciente de sua responsabilidade social na defesa da liberdade de expressão.

0 comentário em “Bares ocupam calçadas e dificultam passagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s