Esporte

Canais abertos começam investir mais no futebol, após Globo perder hegemonia

Ano de 2020 traz várias mudanças nas comunicações esportivas, indicando o streaming como futuro das transmissões esportivas.

A maioria da população Brasileira já havia se acostumado em assistir vários jogos e eventos esportivos pela Rede Globo, até que um ponto de virada nessa história aconteceu em 2020. Sem grandes partidas para transmitir durante a quarentena, a emissora sofreu enormes perdas nas receitas de transmissão, sendo obrigada a cortar muitos custos.

No entanto, o que mais pegou todos de surpresa foi quando a Rede Globo rescindiu o contrato com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ) anunciando que não ia mais transmitir o campeonato carioca a partir do dia 2 de julho de 2020. Essa decisão se deu após o clube de Regatas do Flamengo violar um termo de contrato em transmitir seu jogo contra o Boavista pelo próprio canal no Youtube. Para muitos, esse momento oficializou uma nova era das transmissões esportivas no Brasil.

Flamengo acabou transmitindo seu jogo contra o Boavista pelo seu canal do Youtube. Foto: Clube de Regatas do Flamengo

Essa divisão ocorreu após a concretização da Medida Provisória 984/2020, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro. A MP do Mandante possibilitou ao Flamengo transmitir jogos do Campeonato Carioca de forma independente. A Globo reagiu e rescindiu o contrato do torneio carioca, dando início a uma batalha jurídica. Diante da confusão, o clube de Regatas do Flamengo vendeu a sua decisão para o canal do SBT que se animou com a oferta e audiência.

A Rede Globo perdeu em menos de seis meses os direitos de transmissão da Fórmula 1, Libertadores da América e Campeonato Carioca. Colocando ainda em risco a transmissão da Copa do Mundo de 2022. Foi essa rachadura que fez com que as emissoras concorrentes, antes desinteressadas, começassem a investir no futebol como jamais investiram antes.

O SBT é o principal exemplo disso. Mesmo não sendo uma emissora com tradição e experiência em transmissões esportivas, o canal paulista aproveitou a brecha da Globo e entrou na jogada para transmitir o campeonato carioca e a Copa Libertadores da Ámerica.

Jogo da Libertadores serão transmitidos pelo canal SBT. Foto: Twitter

Já o canal da Band recuperou uns programas antigos como o “Show do Esporte”. O programa ainda ficou também com os campeonatos: feminino, Bundesliga e Campeonato Italiano. A Rede Tv tenta adquirir os direitos da Copa Sul-Americana. O único programa que não entrou na jogada foi a Record que parece estar disposta a esquecer do esporte.

A Globo enviou uma nota explicando o seu posicionamento diante dessas perdas de contratos. Confira:

“Fomos impactados pela pandemia de coronavírus e mais uma forte desvalorização cambial, que multiplicou o valor dos contratos em dólar. Um impacto não apenas para a Globo, mas para todos os principais players do mundo. Em todos os casos de revisão, houve tentativas de renegociação dos contratos. Para a Libertadores, tentamos negociar com a Conmebol uma adequação para que a transmissão fosse viável e satisfatória para todas as partes, se adequando à nova realidade mundial e à situação econômica do país. Mas infelizmente não houve acordo e não nos restou alternativa a não ser rescindir o contrato já que havia uma cláusula específica de rescisão em caso de suspensão da competição por períodos prolongados”.

O ano ainda registrou a fusão dos canais esportivos da Disney (ESPN Brasil e Fox Sports), o que uniu as operações dos dois e dividiu as transmissões de seus campeonatos.

Na noite de terça feira (17) tivemos o confronto entre Brasil x Uruguai pela eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Sempre foi tradição os jogos da Seleção da Brasileira ser transmitido pelo Grupo Globo, seja na TV aberta (Globo) ou na TV fechada (SPORTV). Porém esse confronto foi transmitido pelo streaming EL PLUS, serviço de streaming na internet, e do Bandsports, via pay-per-view.

Muita gente vem se perguntando porque isso vem acontecendo, e com isso muitos não conseguem ver mais os jogos da Seleção. O motivo desses acontecimentos é por conta da forma de negociação dos direitos de transmissão das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, no Qatar. Até as Eliminatórias para 2018, a Conmebol negociava um pacote único, com todos os jogos da competição. Porém, a partir de 2020, cada federação individualmente começou a negociar seus jogos como mandantes.

Com isso a Rede Globo fechou contrato com a CBF e a AFA (Associação de futebol da Argentina) para transmitir exibição das partidas entre Brasil e Argentina quando essas seleções forem mandantes. Portanto todos os jogos em casa da Seleção Brasileira e da Argentina serão exibidos pelos canais Globo, na TV fechada ou aberta. Ainda não temos informações sobre quem vai transmitir os próximos jogos do Brasil com exceção de Argentina x Brasil, que será exibido na Globo.

O Futuro é agora?

A transmissão de eventos esportivos é uma tendência crescente no mundo do streaming. Para o jornalista Fabiano Bandeira, essa mídia independente será o futuro para as transmissões esportivas, mas ele ressalta que esse assunto tem que ser mais debatido com todas partes envolvidas. “Por mais que o futuro seja esse, nós ainda não estamos lá. Tem que ser uma transição gradativa. Não da pra chegar assim e fazer da noite para o dia, numa medida provisória por exemplo”.

O jornalista Fabiano Bandeira em seu canal no Youtube, transmitindo o quadro “Muito Botafogo” – Foto: Reprodução/Youtube

O jornalista do canal Resenha Esportiva, Lucas Farias de Lima, acredita que essa divisão dos direitos de transmissão vem fazendo com que os canais independentes ganhassem muito mais força no mercado esportivo. “Hoje em dia menos gente assiste televisão, enquanto por outro lado muitos preferem assistir pelo Youtube, que está crescendo cada vez mais”.

Ele ainda especula que quando as pessoas que trabalham com a mídia independente perceber que os usuários estão preferindo assistir mais no Youtube do que na TV, o canal independente vai começar crescer cada vez mais. “Hoje em dia prefiro ver um live de uma pessoa que eu gosto falando de futebol, do que assistir uma mesa redonda na Televisão”, revela.

Para Alvaro Matheus Tamarindo, publicitário da VX Comunicação, as transmissões esportivas vão acontecer muito mais por via Streaming. “Acredito que cada vez mais as transmissões esportivas acontecerão por via Streaming. A NBA tem o League Pass, a Turner tem o EI Plus e até mesmo a Globo parece que percebeu isso trazendo o Sportv e Premiere FC para dentro do Globoplay”.

No futuro, o Futebol pode ser transmitido primariamente por Streaming. Foto:
Licenças Creative Commons

O Publicitário ressalta que essa nova modernidade do Streaming pode aumentar o interesse do consumidor com o time de coração ao gerar uma maior interação com o público. “Será mais fácil atingir o nicho que se interesse por aquele jogo em especifico. Essa segmentação é muito boa por facilitar o trabalho dos anunciantes. As possibilidades de interação entre público e emissor também são ainda maiores”.

Mateus Almeida Marinho – 8º período

0 comentário em “Canais abertos começam investir mais no futebol, após Globo perder hegemonia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s