Saúde Sociedade

No Dia Mundial da Obesidade, pessoas contam suas experiências com o distúrbio

Doença crônica é considerada um problema mundial e pode ser prevenida apenas com mudanças de hábito

Este ano, o crescimento de pessoas classificadas como obesas vem preocupando profissionais de medicina e ligou o alerta das principais entidades de saúde e combate à obesidade no mundo. Infelizmente, o Brasil não foge dessa estatística, e alcançou, em 2019, o maior índice de obesidade no país dos últimos treze anos, segundo dados levantados em junho pelo Ministério da Saúde.

Baseando-se nisso, o Dia Mundial da Obesidade, que acontece em todo dia 11 de outubro, ganha uma relevância maior pelo seu papel de conscientização para prevenção e tratamento. A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e a Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso) são as entidades que pesquisam a questão no Brasil.

Entre os problemas causados por essa condição física estão: desgaste precoce das articulações; diabetes; problemas de fígado; hipertensão e a lista segue. Há também estudos que correlacionam a obesidade com casos de depressão.

Obesidade está diretamente relacionada a diversos problemas cardiovasculares.

Christina Morgado, de 57 anos, relata que é uma “ex-obesa”, como ela nomeou. “Eu tive alguns problemas de saúde por causa do meu excesso de peso, pressão alta e diabetes. Eu tenho um histórico negativo na família de pessoas que faleceram com problemas no coração, por isso, eu repensei algumas coisas e resolvi agir”. Christina contou também que perdeu cerca de 30kg após reformular seus hábitos alimentares e após uma cirurgia bariátrica, realizada em 2013. “Infelizmente um problema que eu tenho nos joelhos me impede de fazer exercícios, mas minha dieta segue funcionando”, completou.

Aos 59 anos, Victor Reis ainda é considerado obeso, de acordo com a tabela do Índice de Massa Corporal (IMC). Porém, ele vem trabalhando, ainda sem o auxílio de procedimentos cirúrgicos, para que retome um equilibro corporal maior e melhore sua saúde como um todo. “Eu venho fazendo corridas e caminhadas toda semana, às vezes, quando consigo, faço mais de uma vez na semana. Eu fui no nutricionista, estou fazendo uma dieta, tudo direitinho, e tomo alguns suplementos. A preocupação veio quando meu cardiologista alertou que eu estava no limite de ter uma parada cardíaca por causa do acúmulo de gordura. De lá pra cá, eu mudei meus hábitos completamente”, conta.

Problema mundial

O número de pessoas com o distúrbio da obesidade no Brasil está muito próximo do número dos países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), na qual 34 dos 36 membros possuem mais da metade de sua população considerada acima do peso. Além disso, o levantamento ainda mostra que investimentos em prevenção e tratamentos são relativamente altos, porém necessários para combater este problema que é um dos maiores causadores de mortes evitáveis no mundo.

Victor Leal – 7º período

0 comentário em “No Dia Mundial da Obesidade, pessoas contam suas experiências com o distúrbio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s