Um cara versátil: Matheus Costa fala de Carmen e dos projetos da banda

Jovem de apenas 19 anos, de estatura mediana e magro. Carrega um leve sorriso, escondido no rosto um tanto quanto sério à primeira vista. De pele clara e cabelos pretos. Essas são algumas das características físicas de Matheus Costa. Além de estudante de Publicidade, ele se jogou no mundo virtual, foi youtuber e hoje é um artista independente, que começa uma fase de desafio em sua vida, com esforço, conquista e determinação.

Na infância, ele gostava de se diferenciar dos demais. Se todos os colegas estivessem brincando com algum jogo ou um tipo de brincadeira, Matheus brincava com outro. Ele conta que uma vez, andando de bicicleta com os amigos, resolveu ser o “diferentão”. “Todos estavam pedalando no meio de dois carros, resolvi ir para outra direção e me ferrei”. O caminho escolhido era estreito e ele arrancou o retrovisor de um dos carros com o guidão. Saiu correndo, sem olhar para trás.

Matheus Costa. Foto: Divulgação

Matheus Costa. Foto: Divulgação

No período escolar, Matheus era um ótimo aluno. Dedicado aos estudos, só tirava dez e recebia muitos elogios de seus professores. Porém, ao chegar ao sexto ano, isso mudou. Não conseguia ir bem nas provas, sempre passava “raspando” para a próxima série. Contava muitas piadas em sala de aula e grande parte dos alunos gostava dele. “Eu acho que isso me ajudou a fazer amizade com a maioria da turma”.

Durante a adolescência e ainda querendo ser diferente, ele gostava de ouvir músicas de bandas que ninguém conhecia. Ele sentia que por serem desconhecidas, elas eram as bandas secretas dele. Gostava também de jogar videogame e assistir a séries, o que não era tão diferente dos demais. Além disso, adorava jogar jogos que mais uma vez ninguém conhecia.

Ao entrar no nono ano, ele resolveu se inscrever em um show de talentos da escola e convidou alguns amigos para formar um grupo para se apresentar. Ninguém queria ser o vocalista da banda e mesmo sabendo tocar diversos instrumentos como violão, baixo, bateria, guitarra, teclado, piano, entre outros, sobrou para Matheus a missão de cantar. “Acabei me apaixonando por isso”. A banda não foi para frente por desentendimento dos integrantes, cada um queria tocar um estilo diferente.

Além de se apaixonar por cantar, Matheus já era apaixonado por música. Ele lembra que cresceu vendo seu pai tocar violão e ouvindo rock clássico. “Minha meta era ser melhor que meu pai e me encantei por música em geral”. Ele nunca teve aulas de canto nem para aprender a tocar algum instrumento. Sempre foi natural dele e o estudante acredita que isso foi um fator importante para o entendimento do processo de criação de suas próprias canções.

Matheus não só se aventurou no mundo da música. Ele resolveu entrar no universo da internet e criou um canal no YouTube. O jovem queria contar as piadas que fazia com os amigos para mais pessoas e viu nessa plataforma uma maneira divertida de fazer isso. Porém, ele quis mudar o estilo de fazer seus vídeos e criou um novo canal. Ambos estão parados, pois o músico começou a dedicar 100% do seu tempo e de sua criatividade à carreira musical.

No começo de 2016, entrou para a Universidade Veiga de Almeida para cursar Publicidade. Ele estava em dúvida se queria isso ou Jornalismo, mas preferiu a primeira opção. Matheus já tinha uma amiga que estava nesse curso e também queria algo que envolvesse a criatividade. “Acabei escolhendo a primeira porque tem mais a ver com que eu quero para minha vida e o que mais me interessa nessa área é audiovisual”.

Matheus Costa. Foto: Acervo pessoal

Matheus participou de show de talentos da escola quando era mais novo. Foto: Acervo pessoal

Em meados de 2017, nasceu a nova banda: Carmen. Como ele sempre gostou de escrever músicas e tocar instrumentos, combinou os dois e gravou quatro canções autorais, mas não mostrou a ninguém. Um dia ele colocou as músicas na internet e muitas pessoas gostaram. A partir desse ponto, chamou três amigos, que também curtiram o som, se juntaram e montaram a banda. Todas as composições musicais e as letras são do próprio Matheus e ele é o vocalista.

O nome da banda não tem nenhum grande significado. Eles precisavam de um e queriam que fosse forte e bonito. Então surgiu Carmen. Eles não têm gravadora nem empresário. As plataformas para divulgação são todas pela internet. “Depois que eu larguei o pensamento de que precisava de alguém bancando a banda e minha carreira, comecei a caminhar para algum lugar”.

Hoje, ele dedica ao máximo sua criatividade e seu tempo livre à música. Começou também os preparativos para o primeiro álbum de estúdio e está calculando tudo com calma para lançar como gostaria. Ele acredita que a banda está crescendo mais e ele e seus amigos estão animados com o futuro. “Eu quero que esse álbum seja o projeto da minha vida”.


Reportagem de Ramon da Silva Rangel para a disciplina Projeto Interdisciplinar de Jornalismo Impresso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s