Categorias de Base: A importância dos estudos para os jogadores

Muitos jogadores brasileiros estão iniciando suas carreiras profissionais no futebol cada vez mais cedo e deixando para trás a escola e a família. Como consequência, acabam perdendo o suporte principal para a formação e o desenvolvimento de um atleta. E a estabilidade financeira que a profissão oferece muitas vezes faz com que o atleta não pense no planejamento de sua carreira. Embora sejam considerados fundamentais como fonte de receitas dos clubes, os jogadores nem sempre recebem direção e instrução sobre a construção da carreira profissional. Conhecer como os atletas profissionais de futebol dos clubes brasileiros enxergam o valor do planejamento de sua carreira é muito importante.

Além de ser considerado uma paixão nacional, o futebol é também visto como uma oportunidade profissional para jovens de baixa renda. Porém, a carreira deste profissional precisa ser planejada para que no futuro do mesmo não venha sofrer com as dificuldades que poderão surgir após o término da sua trajetória em campo. A profissão de atleta profissional do futebol vem acompanhada de certa insegurança quanto ao futuro, pois é uma carreira que apresenta instabilidade por depender do seu condicionamento físico para trabalhar, onde possíveis lesões podem surgir durante a trajetória esportiva. Por isso, a relevância destes profissionais pensarem no planejamento de suas carreiras e também de perceberem o quanto esta ferramenta pode auxiliar no seu futuro, permitindo estabelecer metas e objetivos a serem alcançados.

Os times estão cada vez mais preocupados com os jogadores nas suas formações acadêmicas. Clubes como Vasco da Gama têm em suas sedes escolas para seus jogadores não perderem os estudos enquanto defendem a camisa do time, pois ninguém sabe o que o futuro reserva para esses meninos.

“Aqui no Rio, o Vasco é o único clube que tem um colégio na sua própria sede. Sempre que passo para visitar a escola, falo para os meninos se dedicarem nos estudos. Os ensinamentos serão importantes mais para frente. Eu cheguei ao Vasco muito novo e me formei aqui. Tenho um carinho por todos que trabalham aqui dentro. Sou muito grato a ele pela educação que me deu”, conta Gabriel Felix, agora goleiro profissional do Vasco da Gama.

futebol-categoria-base-vasco

Escola do Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. Foto: Divulgação

O clube dá suporte e faz com que os jogadores não deixem de estudar por conta dos treinamentos. A escola é fundamental. Administrada pelo Vasco, o colégio oferece ensino fundamental e médio. Não atende só aos jogadores de futebol, mas também aos atletas de outras modalidades.

“O clube não tinha necessidade de ter uma escola aqui dentro, mas a educação é fundamental e uma das coisas mais importantes para mim. Todo mundo quer virar um atleta de ponta, mas nem todos serão. O que nós procuramos é formar cidadãos. Aqui, ensinamos as pessoas a serem do bem, terem boas maneiras e, acima de tudo, disciplina’’, diz o professor Marcelo Duarte.

Ser um jogador de futebol profissional, ganhar um bom dinheiro e ser reconhecido no mundo todo é um sonho que atrai a maioria dos jovens. Mas começar cedo requer superar diversos obstáculos e enfrentar desafios que podem ser marcantes para garotos com pouca idade. O principal deles é ficar longe da família, já que muitos jovens saem de suas cidades natais para jogar nas categorias de base dos clubes e, assim, crescer dentro da profissão. A saudade da família é algo que costuma estar sempre presente no cotidiano desses meninos que tentam a vida como jogador de futebol em outras cidades. Pablo Siqueira mora longe da família. Ele viaja para Natal três vezes por ano durante as férias, para visitar seus pais. Mesmo mantendo contato todos os dias com eles, o menino diz que a saudade é muito grande.

‘’Sempre que sobra um tempo, eu vou para minha cidade ver meus amigos e família, mas sei que é preciso passar por isso agora no início se eu quero ser jogador profissional, para depois quando eu tiver minha instabilidade financeira, trazer todos para perto de mim para não ter problemas com saudades’’, conta Pablo, que veio para o Rio de Janeiro jogar no Vasco da Gama por meio de um olheiro (saiba qual é a diferença entre olheiro e empresário de futebol).

Leia também:

Categorias de Base: A difícil vida para se tornar jogador de futebol no Brasil

Categorias de Base: O sonho de ser jogador de futebol e os principais campeonatos

Categorias de Base: Uma das principais fontes de receitas dos clubes brasileiros


João Vitor Barros – 8º período

 

2 comentários sobre “Categorias de Base: A importância dos estudos para os jogadores

  1. Pingback: Categorias de Base: O futebol é para todos e para todas |

  2. Pingback: Categorias de Base: A difícil vida para se tornar jogador de futebol no Brasil |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s