Saiba qual é a diferença entre empresário e olheiro no futebol

Quem acha que olheiro e empresário de futebol são a mesma coisa está muito enganado. Eles desempenham funções distintas. O empresário atua com o jogador e interage com o clube apenas quando há propostas para seu cliente sair para outro time. Já o olheiro de futebol trabalha diretamente com o clube de futebol.

Agentes ou procuradores (termos usados para nomear empresários) defendem os interesses do jogador. Eles vivem de comissões, que podem chegar a 10% do valor das transferências, e faturam com a venda milionária de jogadores que representam. Procuradores de atletas em negociações de transferência de clube, eles passaram a ser os maiores beneficiados com a venda de jogadores.

Atletas de alto nível de outro esporte, principalmente jogadores de futebol, possuem um empresário. Por contrato, eles têm direito a uma parte dos lucros dos atletas e participação nas negociações dos atletas representados por eles. Após se cadastrarem na Federação Internacional de Futebol (Fifa), começam o trabalho de atrair atletas, oferecendo recompensas ou certa quantia ao atleta pela parceria.

Uma forma de ser conhecido pelo trabalho é por meio da amizade com dirigentes dos clubes e de um eficiente trabalho de divulgação. O jogador só pode assinar contrato de vínculo com um clube a partir dos 16 anos. Isso deixa empresários de nome no mercado desconfiados, pois sempre aparece alguém querendo passar a perna no jogador e nos familiares, como conta o empresário de vários atletas brasileiros Eduardo Uram.

“Muitas pessoas se apresentam a pequenos jogadores com propostas irrecusáveis e ofertas de dinheiro. O atleta deve ficar atento apenas no valor oferecido pelo clube”, diz o empresário.

Uram garante que, apesar do grande número de empresários, alguns jogadores preferem delegar suas carreiras a familiares.

“Por já ter confiança nos pais, os jogadores estão deixando de lado empresários que entendem pouco do ramo esportivo e passando questões jurídicas para as mãos de familiares”, afirmou.

olheiro

Observador técnico do Fluminense Rafael Porto, em uma das peneiras pelo Brasil. Foto: Olheiro Digital / Divulgação

Já os olheiros observam tudo no campo e fora dele, em busca de um novo talento para levar para um grande clube. Embora sejam fáceis de identificar em estádios, porque portam cadernos e, em alguns casos, computadores, os profissionais de scout tentam manter o segredo. Eles não dão entrevistas e não são autorizados a falar pelo clube para o qual trabalham. Quase sempre são desconhecidos, treinadores e outros profissionais com formação no esporte.

A maioria dos olheiros se desloca para competições de base e passa o ano viajando para acompanhar treinos, jogos e torneios. A Taça Belo Horizonte de Futebol Júnior, a Copa São Paulo e o Campeonato Brasileiro Sub-20 são os principais torneios acompanhados por eles. Para os olheiros, o ponto principal a ser destacado em um jovem jogador é a técnica, a visão de jogo e a paixão demonstrada em campo.

“Há um ranking de olheiros do futebol de base brasileiro. São avaliadas principalmente as conquistas de títulos nos times de base ou sua classificação no campeonato. O comportamento dos atletas fora dos gramados também é observado e, lógico, as competições, resultados recentes e peso das competições”, explica um dos olheiros do Fluminense Rafael Porto.

O olheiro afirma ainda que o jogador deve demonstrar disposição e dinamismo para driblar as dificuldades de cada jogo e ajudar a equipe.

“Quando os olheiros comparecem nas partidas, os jogadores jogam contra o tempo para dar o máximo de si e mostrar os seus aspectos positivo”, conclui Porto.

Além da análise técnica do futebol do jogador, os olheiros também observam o comportamento do atleta dentro e fora de campo. Não há contato com dirigentes e treinadores para saber de casos de indisciplina e de problemas pessoais que possam afastar o investimento de clubes europeus. Existe times que só procuram jogadores depois de observar a primeira experiência do atleta em outro mercado menor. Pagam bem mais, mas preferem saber se a promessa vingou ou se se perdeu pelo caminho.


João Vitor Barros – 8º período

2 comentários sobre “Saiba qual é a diferença entre empresário e olheiro no futebol

  1. Pingback: Categoria de base: O sonho de ser jogador de futebol e os principais campeonatos |

  2. Pingback: Categorias de Base: A importância dos estudos para os jogadores |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s