Aniversário do Centro da Música Carioca Artur da Távola

a20dbb_cf9f10bc02fc4b7284b349a6a453e22b-mv2_d_1728_2592_s_2

Prédio do Centro da Música Carioca Artur da Távola [ foto: Francisco V. Santos\AgênciaUVA]

Dirigido pelo cantor e compositor Rubens Kurin desde 2013, o Centro da Música Carioca Artur da Távola completou em 2017 dez anos de atividade dedicados à música carioca. Durante esse breve período, a instituição foi palco de pelo menos 2 mil shows para um público estimado em mais de 200 mil pessoas.

O espaço em si já é um convite ao deleite cultural. Instalado em um palacete de estilo medieval francês, datado de 1921, está situado à Rua Conde de Bonfim 824, esquina com a Rua Garibaldi, no bairro da Tijuca. Possui um auditório com capacidade para 156 lugares, onde oferece toda semana uma intensa programação musical para adultos e crianças. Possui também espaço para exposições, midiateca, biblioteca, estúdio de gravação e uma escola de música com seis salas de aula.

Mas a maior atração do local é a música. Rubens Kurin, 46 anos, atual diretor artístico da casa e que já trabalhava em projetos parceiros do Centro desde a sua fundação em 2007, cita vários artistas consagrados da música brasileira que mantêm forte relação com o local. Dentre os mais conhecidos, Kurin destaca Moacir Luz, Roberto Menescal, Ivan Lins e Gilson Peranzeta. “Julia Vargas, a cantora que está sendo saudada como a nova estrela da música brasileira, fez os primeiros shows no Centro da Música Carioca”, conta com satisfação.

Além da programação variada de espetáculos musicais, a casa tem projetos culturais em parceria com entidades como o Instituto TIM, que oferece aulas de bateria com Mestre Mangueirinha para até 50 jovens com deficiências ou não; com o coral Palavra Cantada, que atende 80 crianças de 9 a 12 anos; e o projeto Toque e se Toque, do Colégio de Aplicação da UFRJ, que funciona aos sábados com aulas de iniciação musical, canto, violão, cavaco e percussão para 180 jovens e adultos.

Os moradores do entorno aproveitam a programação de qualidade a preços baixos. As atividades acontecem de quarta a domingo, abrangendo especialmente a divulgação de artistas independentes voltados para os ritmos e sons brasileiros. A pedagoga Heloísa Carvalho, 67 anos, frequentadora assídua – pelo menos 3 vezes por semana – declara: “Acho uma pena que as pessoas não procurem conhecer esse espaço maravilhoso da música carioca, que oferece tantas opções de cultura”.

Aliás, o preço dos espetáculos é baixo, se comparado ao circuito de shows da cidade, porque o Centro da Música Carioca Artur da Távola não visa lucro. É um equipamento cultural da Prefeitura do Rio, administrado pela Secretaria Municipal de Cultura.

Oficina de artes para alunos de escolas pública [ foto: Francisco V. Santos\AgênciaUVA]

Neste mês de outubro, além da programação musical e das atividades sociais, o CMCAT apresenta a exposição Querubins da Grota, do artista visual Fernando Braune, que é um ensaio fotográfico realizado com a Orquestra de Cordas da Grota. A orquestra, dirigida pelo maestro Marcio Selles, é o resultado do trabalho desenvolvido no Espaço Cultural da Grota com ações de promoção da cidadania por meio da cultura, da arte e da educação, destinado a crianças e jovens da comunidade Grota do Surucucu, em Niterói. Além das obras expostas, todas as imagens do livro “Querubins da Grota”, que deu origem ao projeto, serão projetadas para que todos tenham acesso ao acervo digital.


Francisco V. Santos – 6ºperíodo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s