Um rei sem coroa

O último dia de competições paraolímpicas de Tiro Esportivo contou com muitas emoções para o público presente. O multicampeão Abdulla Alaruano protagonizou uma decisão histórica na competição. E, o que mais surpreendeu o público, foi quando – logo na fase classificatória – o britânico Matthew Skelhon surpreendeu a todos ao estabelecer um novo recorde paralímpico de maior pontuação já feita na categoria de R6 Tiro com Carabina a 50m SH1, fazendo 6622,5 pontos.

Todavia, esse bom desempenho não se repetiu na final e ele teve de se contentar com a 6º colocação e viu  Cuiping Zhang, da china, ganhar a competição no último tiro, ao vencer o árabe Abdulla Alaruano. Visivelmente abatido após a final, o medalhista de prata teve de ser amparado por outros membros da equipe para se recuperar. Já alguns postos de tiro ao lado, Cuiping parecia não acreditar que tinha conseguido virar o placar no último disparo e, quando a ficha finalmente caiu, explodiu em alegria, junto com a – sempre presente – torcida chinesa. O bronze ficou com Laslo Suraji, da Sibéria.

dsc00216

Abdulla sendo amparado por companheiro de equipe. [foto: Iago Moreira/ Agência UVA].

Abdulla chegou a três finais nestas paralimpíadas, mas foi prata em todas. Após a cerimônia de premiação, o atleta desfilou pelos corredores do Centro Olímpico de Tiro Esportivo de Deodoro para tirar a foto final da equipe Árabe, falar com a imprensa e atender os fãs. O esportista, ainda muito chateado, venceu a edição de Londres e era favorito para esta, mas por erros próprios deixou o ouro escapar.

dsc00239

Equipe de Tiro Esportivo da dos Emirados Árabes Unidos. No centro, Abdulla com suas três medalhas de prata. [foto: Iago Moreira/ Agência UVA].

Já a tarde, o estande principal recebeu a última prova desta edição dos Jogos Paralímpicos. A competição também contou com uma quebra de recorde. A iraniana Sareh Javanmardidodmani conseguiu a maior pontuação de finais paraolímpicas já feitas na categoria P4 Tiro com Pistola a 50m SH1. Com impressionantes 189,5 pontos, a atleta não enfrentou dificuldades e conquistou o ouro. O chinês Chao Yang e o ucraniano Oleksii Denysiuk ficaram com as medalhas de prata e bronze, respectivamente. Assim, com uma temperatura digna de verão carioca, a cidade se despede de mais um esporte com muita emoção.


Iago Moreira- 6º Período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s