Congestionamento nos arredores do Maracanã

transito

Trânsito na pista da direita – sentido Centro – no horário do rush

Sendo motivo de reclamação de moradores da Tijuca e trabalhadores do Centro da Cidade que passam pelo bairro todos os dias para ir ao trabalho, o trânsito na região do Maracanã causa estresse e um congestionamento caótico nos arredores do estádio.

O trânsito é um assunto muito falado ultimamente na cidade do Rio de Janeiro, o excesso de carros nas ruas proporciona engarrafamentos quilométricos nos horários de pico, e nos principais acessos aos locais com mais prédios comerciais e empresariais. Como exemplo disso, existe o Centro da Cidade, que é o maior Centro comercial e empresarial do Rio de Janeiro.

Sendo um local com grande movimentação de pessoas e carros, o acesso ao bairro fica intransitável, pois nem todos vão de ônibus para evitar a grande quantidade de veículos. E estando entre estes principais acessos, as ruas nos arredores do Maracanã ficam lotadas de carros, causando um enorme engarrafamento.

Paulo Roberto Oliveira, 50 anos, é empresário, ele e a esposa trabalham do Centro da Cidade, e reclamam do engarrafamento que só piora a cada dia. “Antes com a faixa reversível na Radial Oeste, ainda era possível enfrentar menos transito, mas agora a prefeitura tirou essa faixa e só piorou o que já estava ruim”, desabafa o empresário que demora uma hora e meia de casa ao trabalho.

“Eu morava em Santa Teresa e demorava dez minutos para chegar ao meu destino, preferi me mudar para Jacarepaguá, onde estou morando atualmente por ser um lugar melhor para a criação da minha filha de 9 anos, mas as vezes sinto um arrependimento quando preciso ficar uma hora e meia dentro do carro todos os dias”, continuou Paulo, que mora na Zona O            este há cinco meses.

Sendo um incômodo não só aos motoristas, o trânsito também é motivo de reclamação entre os moradores dos arredores do estádio. Bianca Sacras, 29 anos, que todo dia às 8h, precisa levar sua filha a creche e reclama da falta de estrutura para tantos carros. “Eu até preferiria levar de carro, porque criança, com carrinho, bolsas e brinquedos, ficaria mais cômodo, mas um caminho que a pé faço em 15 minutos, faria quase 40 minutos de carro”, conta Bianca, que apesar do desconforto, prefere ir sem carro.

Além da enorme quantidade de carros das ruas da Tijuca, o que incomoda os moradores também são os barulhos de carros, buzinas, freios barulhentos e pessoas falando muito. “Eu acho a Tijuca um bairro calmo nos fins de semana, mas nos horários de pico me sinto no Centro da Cidade com tanta poluição sonora”, afirma Bianca, e continua “minha mãe tem 60 anos e fica completamente irritada com esse barulho de buzinas o tempo todo”.

Karen Coelho de Castro – Jornalismo Digital – 6° período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s