Geral

Tijucanos reclamam das calçadas do bairro

 

Falta de conservação dificulta a passagem de pedestres pela calçada

Buracos que dificultam o caminhar dos pedestres, raízes de árvores que obstruem a passagem e obstáculos que obrigam as pessoas a dividir a rua com os carros resume bem como se encontra grande parte das calçadas da Tijuca.

Depois da falta de segurança, o maior motivo de reclamação dos tijucanos, na Subprefeitura do bairro, é a falta de conservação dos passeios públicos da região. Um projeto, previsto para iniciar em maio, busca conscientizar a população sobre as responsabilidades de cada um na preservação dos espaços.
Quem mais sofre são os idosos. Aos 94 anos, a aposentada Marina Teles sabe bem dos problemas causados pelo falta de conservação de algumas calçadas do bairro. “Eu nunca cai porque só ando olhando para o chão. Mas se isso acontecer, vai ser triste, porque eu tenho osteoporose e com essa idade vai ser difícil eu me recuperar”.

Já o eletricista Edvaldo Cabral, de 47 anos, não teve a mesma sorte e tropeçou em um buraco. “Eu não sei o que está acontecendo. Com certeza as ruas da Tijuca estão largadas. Falta alguém chegar aqui, olhar e consertar tudo. Falta também material e mão-de-obra para arrumar essa buracada toda”.
Segundo o chefe de gabinete da Subprefeitura da Grande Tijuca, Gilberto Balbino, a responsabilidade da manutenção e da conservação das calçadas é dos proprietários ou responsáveis pelo imóvel ou terreno. “Aqui na Tijuca, a Subprefeitura procura atuar dentro de um maior número possível de ruas da região sempre servindo como órgão facilitador entre os moradores e o poder público”.

Quantidade de quedas já começa a preocupar os médicos

A situação preocupante das calçadas da cidade está se tornando um caso de saúde pública, dada a quantidade de acidentes que causa. Não existe ainda uma estatística sobre o número de entradas em emergências e consultórios resultantes as quedas nas ruas.

O ortopedista e fisioterapeuta Vinícius Ceci Pires, afirma que está cada vez mais comum, pessoas chegarem aos hospitais com lesões ou fraturas provocadas por quedas nas calçadas. “Há dois grupos: os mais jovens que sofrem entorses no tornozelo ou ruptura de ligamentos e os mais idosos que tem lesões mais graves, até por conta da idade mais avançada. Em geral os idosos por já terem problemas de equilíbrio, sofrem fraturas no punho e no quadril, que são agravadas por já terem osteoporose”.

Projeto prevê maior fiscalização

Uma dessas ações começa a partir da primeira quinzena de maio. Esta é a época em que a Prefeitura do Rio de Janeiro promete passar a fiscalizar com maior rigidez, com o projeto ‘Conservação de Calçadas – A sua responsabilidade passa por aqui’. As Subprefeituras passarão a fazer visitas de rotina e iniciarão um programa de advertências com o objetivo de estipular prazos e identificar responsáveis pelo conserto das calçadas. Caso o acordo entre a Subprefeitura e o responsável não for cumprido, ele sofrerá sanções da Prefeitura, que incluem multas e até a cassação do alvará de imóveis comerciais.

Enquanto isso, os cariocas podem cumprir seu papel de cidadão e encaminhar qualquer reclamação para a Ouvidoria do Município ou à Subprefeitura, via e-mail (ca-tijuca@rio.rj.gov.br) ou telefone (2238-5616 ou 2571-1342). “A gente anota qual é o tipo de reclamação, envia ao órgão responsável, cobra dele se aquele procedimento é realizado e notifica de volta a pessoa que reclamou”, informa o chefe de gabinete Gilberto Balbino.

Maurício Bortoluzzi e Natália Mayrink – 7º período

Agência UVA é a agência experimental integrada de notícias do Curso de Jornalismo da Universidade Veiga de Almeida. Sua redação funciona na Rua Ibituruna 108, bloco B, sala 401, no campus Tijuca da UVA. Sua missão é contribuir para a formação de jornalistas com postura crítica, senso ético e consciente de sua responsabilidade social na defesa da liberdade de expressão.

2 comentários em “Tijucanos reclamam das calçadas do bairro

  1. Concordo com que está escrito. A falta de manutenção das calçadas é vergonhoso !

  2. Sérgio de Pinho

    Adorei a matéria! Realmente os buracos nas calçadas da Tijuca estão crescendo e se multiplicando a cada dia! Os telefones e o e-mail citados na matéria serão bastante úteis!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s