Cidade

Ônibus é sequestrado na Ponte Rio-Niterói na manhã da última terça-feira (20)

Criminoso foi morto e os 39 reféns saíram do veículo sem ferimentos

O sequestro de um ônibus paralisou o trânsito na Ponte Rio-Niterói na manhã da terça-feira (20). 39 pessoas foram mantidas como reféns por um homem de 20 anos, identificado como William Augusto da Silva.

O criminoso embarcou normalmente às 5h10 no ponto final da viação Galo Branco, no bairro de Alcântara, em São Gonçalo. Antes das 6h, quando o coletivo já estava atravessando a ponte no sentido Rio, o indivíduo teria mandado o motorista parar o veículo e anunciou o sequestro. O criminoso ameaçava colocar fogo no ônibus e, além das garrafas pet com combustível, ele portava um revólver de brinquedo, uma faca e uma arma de choque. 

A Polícia Federal Rodoviária foi acionada às 5h40. Posteriormente, o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) chegou ao local por volta das 6h50, para auxiliar na negociação com o sequestrador. Até às 8h30, 6 vítimas tinham sido liberadas, uma delas passou mal e desmaiou em seguida. 

População presa no trânsito parado acompanha a ação dos policiais. (Foto: Reprodução/ Fabiano Rocha – Agência O Globo)

Em um dos momentos em que saiu do veículo, aproximadamente às 9h, o criminoso foi baleado e morto por disparos do atirador de elite do BOPE, que estava posicionado estrategicamente no local. A primeira análise da perícia indicou que foram 6 perfurações, que causaram ferimentos no antebraço direito, no braço esquerdo, na perna esquerda e no tórax do sequestrador.

Atirador de elite do BOPE. (Foto: Reprodução/Gabriel de Paiva-Agência O Globo)

Apesar de alguns reféns terem sido amarrados, as 39 pessoas saíram sem ferimentos, de acordo com a Polícia Militar. As 39 vítimas, incluindo o motorista prestaram depoimentos na Delegacia de Homicídios de Niterói, por volta de 13h30. Já o criminoso, ainda foi levado para o Hospital Souza Aguiar, onde chegou com parada cardiorrespiratória, mas em seguida a equipe médica confirmou o óbito. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal. 

Ainda não se sabe a verdadeira motivação do sequestrador. Até então, a investigação indica que ele apresentava um quadro depressivo. As vítimas afirmaram que o homem parecia desorientado. 

Além do clima de tensão, o sequestro provocou um congestionamento que se estendeu por cerca de 114 km. Por mais que uma reversível tenha sido montada na ponte, os reflexos no trânsito foram sentidos pela população. Foi o caso da universitária Stefanie Oliveira, que soube do acontecimento por meio de um aplicativo de mensagens, quando já estava a caminho da Rio – Niterói.

“Fiquei presa no trânsito indo para o Rio. Saí de casa sem ligar a TV, me mandaram mensagem em um grupo do WhatsApp avisando sobre o sequestro. Perguntei para o motorista se ele estava sabendo, ele confirmou e disse que tinha que continuar. Então, desci do ônibus e voltei para casa”, explica.

Quem também teve sua rotina afetada foi a estudante de Jornalismo Alexia Zveiter, que se atrasou cerca de uma hora e precisou fazer uma rota alternativa.

“Eu saí de casa por volta das 7h, com o intuito de pegar a ponte. Eu entrei no carro com os meus pais e ouvimos no rádio o que estava acontecendo. Escolhemos pegar o catamarã em São Francisco e foi como eu consegui chegar”, conta a jovem que estava a caminho da aula. 

As barcas ficaram com o fluxo mais intenso do que o comum. Segundo, a CCR Barcas, a movimentação aumentou aproximadamente 70%. Mas não foi só em relação ao tráfego que os cidadãos fluminenses foram prejudicados. A realidade violenta do Estado do Rio de Janeiro já não é algo novo. A situação ocorrida na última terça-feira (20) é semelhante ao crime do ônibus 174, que aconteceu em junho de 2000, no bairro do Jardim Botânico, na Zona Sul carioca. Quase 20 anos depois, fica evidente que a sociedade permanece lidando com o perigo nas ruas do estado.

Júlia Reis – 6º período

0 comentário em “Ônibus é sequestrado na Ponte Rio-Niterói na manhã da última terça-feira (20)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s