“Capitã Marvel”, primeiro filme solo de super-heroína do MCU, segue molde do estúdio

A primeira obra do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) com protagonista feminina chegou aos cinemas na última quinta-feira (7)

Mais de dez anos após o primeiro lançamento do estúdio – Homem de Ferro (2008) – Capitã Marvel é a primeira super-heroína a ganhar seu filme solo. O longa também estreia a primeira diretora do MCU, Anna Boden, que assina a obra junto de Ryan Fleck.

null

Carol Danvers se transforma na super-heroína Capitã Marvel Foto: Divulgação

Baseado nas histórias em quadrinhos da Marvel, publicadas pela primeira vez em 1967, o longa conta a história de Carol Danvers (Brie Larson) ou “Vers”, como a conhecemos no primeiro ato, uma guerreira Kree, sem memória de sua vida na Terra. Durante uma missão, ela aterrissa em solo americano, onde conhece o então jovem Nick Fury (Samuel L. Jackson), a quem se une para não só acabar com uma guerra alienígena, mas, também, para redescobrir seu passado no processo. A história é ambientada nos anos 90, tornando-se assim, a obra predecessora de todos os demais filmes de super-herói da Marvel já feitos, com exceção de Capitão América: O Primeiro Vingador, que se passa nos anos 40.

Brie Larson Samuel L Jackson

Brie Larson e Samuel L. Jackson em “Capitã Marvel” Foto: Divulgação

Com roteiro de Anna Boden, Ryan Fleck e Geneva Robertson-Dworet, o filme acerta na dose de ação, ao mesmo tempo que conta uma história de origem bem resolvida. As dúvidas com relação ao enredo estão apenas relacionadas à cronologia do Universo Cinematográfico da Marvel. Quanto à atuação, a dupla formada por Brie Larson e Samuel L. Jackson não poderia ter funcionado melhor. Outros nomes também se destacam como Jude Law, interpretando Yon-Rogg, uma espécie de mentor de Vers na hierarquia Kree, Lashana Lynch no papel de Maria Rambeau, membro da Força Aérea Americana e melhor amiga de Carol e Gemma Chan como Minn-Erva, guerreira Kree aliada de Yon-Rogg.

Carol Danvers Vers

Guerreiros Kree saem em missão em cena de “Capitã Marvel” Foto: Divulgação

A trama segue o molde já estabelecido do Universo Cinematográfico da Marvel. Por se passar cerca de 20 anos atrás, as piadas com relação à tecnologia e as músicas que compõe a trilha sonora garantem a sensação de nostalgia – ou não – da época e arrancam risos do espectador. Para os fãs do MCU, há várias surpresas ao longo do filme, incluindo duas cenas pós-crédito e uma homenagem a Stan Lee, falecido no fim do ano passado. Apesar do sexismo enfrentado, “Capitã Marvel” é a maior estreia do ano, até o momento. A trajetória da heroína tem tudo para agradar os fãs de filmes de super-heróis, independentemente de gênero e prova, mais uma vez, que o público quer, de fato, mais histórias com representatividade feminina.


Andressa Gabrielle – 8º Período

Um comentário sobre ““Capitã Marvel”, primeiro filme solo de super-heroína do MCU, segue molde do estúdio

  1. Pingback: Capitã Marvel se torna o 10º maior filme de herói do mundo | AgênciaUVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s