Termina hoje o Festival Remaster, que traz clássicos do cinema nacional remasterizados

Trazer de volta para as grandes telas e em alta qualidade os filmes que marcaram a História do nosso país. Essa é a ideia por trás do Festival Remaster, que teve sua pré-estreia na última quarta-feira (19), no Espaço Itaú de Cinema, em Botafogo, Zona Sul do Rio, com o longa Vidas Secas, de 1963, dirigido por Nelson Pereira dos Santos. Baseado na obra homônima de Graciliano Ramos, o roteiro conta a história de uma família que tenta sobreviver no árido sertão nordestino nos anos 40.

Festival Remaster

Em sua 1ª edição, o Festival Resmaster traz oito clássicos nacionais em exibição durante uma semana Foto: Divulgação / Afinal Filmes

Em cartaz desde o dia 20 até 26 de setembro, o evento ocorrerá simultaneamente em Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, proporcionando ao público a experiência única de assistir ou reassistir a clássicos do cinema brasileiro nas telonas remasterizados.

Serão exibidos O Assalto ao Trem Pagador (1962), Vidas Secas (1963), Vai Trabalhar Vagabundo (1973), República dos Assassinos (1979), Luz Del Fuego (1982) e O Homem da Capa Preta (1986). Dois documentários também compõem a mostra: Os Doces Bárbaros, de 1977, e Carmem Miranda: Banana Is My Business, de 1995.

Festival Remaster

Na última quarta-feira, dia 19, cinéfilos compareceram ao Espaço Itaú de Cinema para a abertura do evento Foto: Camilla Castilho / AgênciaUVA

A produção é uma parceria da agência Espaço Z com o Espaço Itaú de Cinema e o Cinearte Petrobras, locais onde majoritariamente serão exibidas as obras. Para quem não conseguir assistir aos filmes no cinema, há uma segunda chance: a partir de 8/10, às segundas e terças, o Festival Remaster continua na grade do Canal Brasil, exibindo à 0h15 as películas que compõem a mostra.

Vitor Brasil, um dos produtores do festival, explica que a ideia é resgatar a própria memória e história do povo brasileiro. “Pensamos o Festival como uma forma em que o espectador reencontre, nos ícones do cinema brasileiro, toda a força da produção nacional quando falamos de sétima arte. Queremos dar caráter de nova estreia a estes filmes, ao revisitarmos títulos tão relevantes”, conta ele.

Para conferir a programação completa, acesse a página do Facebook.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Andressa Gabrielle – 8º período e Camilla Castilho – 8º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s