Emoção marca o primeiro dia de jogos oficiais das Olimpíadas

Depois de uma cerimônia de abertura que surpreendeu o mundo com uma forte mensagem ecológica, Deodoro foi palco das primeiras finais Olímpicas de 2016. O vietnamita Xuan Vinh Hoang ficou com a medalha de ouro, mas o brasileiro Felipe Wu foi o verdadeiro vencedor do dia. Mesmo não conseguindo o lugar mais alto do pódio, o atleta quebrou um jejum de 96 anos sem medalhas da modalidade. França e Turquia também travaram outra grande batalha no basquete feminino.

Começando o dia, a seleção de basquetebol feminina da França entrou em quadra para enfrentar a Turquia. Mesmo contando com uma estatura muito mais avantajada do que as turquesas, as atletas europeias enfrentaram grandes dificuldades para ganhar a partida, muito por conta de uma baixa importantíssima. A melhor jogadora do país – Céline Dumerc – se lesionou há dois dias, mas marcou presença no estádio para apoiar as companheiras. No primeiro tempo (dois primeiros sets), o time turco dominou a partida, chegando a abrir mais de 10 pontos de vantagem.  Todavia, na etapa final, a equipe francesa virou o jogo e concretizou a vitória de 55×39.

DSC07131

Céline Dumerc foi ao estádio para apoiar a seleção francesa. [foto: Iago Moreira/ Agência UVA]

Falipe Wu terminou as classificatórias entre os sete primeiros e a torcida para a vitória era grande. Por volta das três da quinze da tarde, os finalistas da prova de Pistola de Ar Masculina (10 metros) chegaram ao Estande de Finais sob aplausos empolgados da plateia e acompanhados por uma trilha sonora que fazia lembrar os antigos filmes de faroeste.

Ao longo da tensa prova que contagiou toda a arena, Wu e o vietnamita Hoang Xuan Vinh travaram uma angustiante disputa, praticamente se revezando na primeira posição a cada rodada. Porém, Felipe se desconcentrou após alguns torcedores russos apertarem, repetidas vezes, uma buzina. Esses pontos fizeram diferença no final. No penúltimo tiro da prova, Wu tomou a dianteira, levando a plateia ao delírio, de pé para assistir aos disparos derradeiros. Agora, o vietnamita precisava de um tiro na mosca para se recuperar.

No entanto, literalmente no último segundo, Hoang reassumiu o primeiro lugar depois de acertar um tiro quase perfeito, levando  aos seus, pouquíssimos, conterrâneos presentes ao delírio na arquibancada. Com isso, o brasileiro ficou com a medalha de prata, quebrando o jejum de 96 anos sem conseguir as melhores posições no esporte, que curiosamente rendeu o primeiro ouro da história do País. O chinês Pang Wei assegurou o bronze. Antes de subir ao pódio para receber a láurea de ouro, Hoang fez questão de cumprimentar os adversários reforçando o espírito olímpico.

DSC07169

No detalhe, vietnamita registrando a disputa final para guardar de recordação. [foto: Iago Moreira/ Agência UVA]

Foi uma disputa acirrada, que intensa participação da torcida, que se colocava de pé, gritava, assoviava; alguns atritos entre torcedores brasileiros e russos desestabilizou um pouco a arena, mas, logo, todos voltarão a fixar seus olhares nos atletas. Após a premiação, o favorito do Brasil, Felipe Wu, dedicou sua medalha de prata à sua família e, merecidamente, ao Exército Brasileiro, que é um dos responsáveis por tornar as Olimpíadas do Rio uma realidade e entidade que apoia o treinamento do atleta.


Iago Moreira- 5º Período
Daniel Deroza- 3º Período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s