A fórmula do terror

025084.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxxTodos sabem que bons filmes de comédia fazem rir, os de suspense instigam – a fim de aumentar a expectativa – e os de terror dão medo mesmo. Ainda mais se a frase “baseado em fatos reais” estiver em destaque logo abaixo do título. Esse é o caso do mais novo longa do diretor James Wan “Invocação do Mal 2”, que chega aos cinemas amanhã (09). O malaio tinha uma difícil missão, cumprir as expectativas dos amantes do gênero, que normalmente não gostam de continuações.

Dito e feito. Ao que parece, James descobriu a fórmula perfeita para assustar o espectador na medida certa e sem exageros. Contextualizando, a trama acompanha o casal de investigadores sobrenaturais Ed (Patrick Wilson) e Lorraine (Vera Farmiga), que após o famoso caso de Amityville decidem não aceitar novos trabalhos. Enquanto isso, em um bairro humilde de Londres – com residências próximas umas das outras (fugindo do clichê da “casa assombrada”, sempre isolada) – uma família começa a ser atormentada por um espírito maligno. O caso se torna cada vez mais complicado e a solução é pedir ajuda ao casal.

Um elemento interessante do filme é que a trama começa com duas histórias paralelas, que se fundem de maneira natural. A primeira é a do casal de investigadores enfrentando os próprios demônios e a segunda é da família londrina, composta pela mãe e quatro filhos, numa experiência um tanto quanto desesperadora. As conexões entre as cenas são feitas de forma muito eficiente, despertando o imaginário visual. Os planos sequências do diretor James Wan fazem com que o espectador tenha a sensação que toda aquela tensão está acontecendo ali, ao vivo e a cores, dentro da própria sala de cinema.

447369.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Assim como em todo filme de terror de qualidade, o timing das cenas com a trilha sonora enriqueceu ainda mais o roteiro. “Invocação do Mal 2” é a combinação de tempo certo, história coesa e boas atuações. Com destaque para a filha possuída Janet (Madison Wolfe), de 11 anos, que fez um trabalho brilhante. O longa vale o ingresso, por simplesmente cumprir o papel de ser um filme de terror de verdade (literalmente) diante de tantos outros que ao invés de assustar, dão sono.

Obs.: Ah! Quando o filme terminar, continue sentado na poltrona do cinema, pois existem cenas importantes após os créditos…


Bruna Melo- 7º Período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s